Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2013

Vidas, Filmes, Amores e Desamores...

Os filmes são assim mesmo, espelham o nosso outro lado, mostram-nos actos de verdadeira coragem, nos quais por vezes nos revemos, ou com os quais arranjamos forças, e justificações para prosseguirmos algo!

Em dias assim, cinzentos, chuvosos, sem ninguém por quem e com quem me aninhar, fico receptiva e ver e rever filmes que mexem com o meu interior de alguma forma.

Fantástico o poder de uma boa imagem ou acção. Eu acredito que podemos adaptar-nos, mudar percursos, aprender, sermos melhores, mais arrojados. Filmes também são vidas, inventadas ou não, amores e desamores que em vez de magoarem, deverão servir para nos fazer crescer, querer mais e melhor, sempre.

Não tenho um filme da minha vida, vou tendo vários no meu percurso, cada um se adaptando ao que experiencío no momento, cada um mais igual a mim, ou não. Vou-os coleccionando e até usando nesta ou naquela fala, em pedaços e momentos que irei guardar sempre, qual "grand finale".

Films are also lives!

Sozinha!

Sozinha! Não gosto, não é fácil, tem dias absurdamente amargos, sobretudo aqueles em que vejo casais que se amam, que partilham espaços e sonhos.

Faço este percurso há algum tempo já, apenas eu, movendo-me ao meu ritmo, mas ansiando por alguém que me faça parar e querer de outra forma. Alguém que esteja à minha espera e com quem possa comparecer a locais onde todos os outros vão e estão.

Começo a desejar, a ansiar até, que o telefone toque e tu, quem quer que sejas, estejas do outro lado da linha e me chames, me leves até ti e me dês a mão e um sorriso mal te vislumbre. Começo a desejar por um colo, por abraços fortes, cheios de desejo e vontade de mim.

Estou sozinha há demasiado tempo e talvez por isso comece a desesperar por ti!

Matar-te de Amor!

Matar-te de amor, é o que consigo fazer em cada dia que estamos tu e eu!

Este fim-de-semana é nosso, vamos usufruir de todos os pedaços, vou-te amar em todos os lugares por onde passarmos, quero e preciso que me toques, abraces, envolvas...

Está sol, dentro e fora do nosso mundo, vamos por isso passear à beira-mar, vamos-nos olhar sem falar, sentir a brisa, o ar, os sons da vida que queremos corra para nos dar tudo o que vimos esperando.

Estes dias serão apenas nossos, existem pedaços de tempo que apenas importam porque te sei comigo.

Anda que te vou matar de amor!

Strong Women!

Sorry for this post, but it had to come out in English!

I sometimes feel too strong, too powerful to endure this tough world, I know I have to trust my voice, find my way, and move on.

Around me I can sense and see people who just want to rule my world, to put me down, to try and make me do what they see as right, but I have a voice now. When no else is around I look inside myself, I feel the strength and I keep on walking.

This life has been a long journey, but I am learning, I know now that no one can stop me, I am me, myself I and know exactly where I want to go and be!

Our days!

Cheguei cheia de pastas, portátil, telemóveis e iphones. Tinha-te prometido que tiraria dois dias apenas para nós os dois e ali estava eu, antes de ti, ansiosa por me mudar e te receber como mereces, vindo directa do trabalho que tanto me consumia e me roubava de ti.

A Cottage de madeira já tinha a lareira acesa, o vinho no gelo e as pétalas espalhadas pela cama que eu sabia não iria resistir muito tempo ao nosso desejo.

Toda a minha roupa tinha sido escolhida ao pormenor, até a lingerie, mas agora decidira esperar-te sem pudores, precisava de te surpreender, tu conhecias bem as minhas inibições, e por isso mesmo, por ti, despi-me de manias e de toda a roupa que cobria o meu corpo que tanto desejavas.

Quando te abri a porta, vi os teus olhos brilharem de espanto, sorriste para mim, deixaste cair o casaco e as chaves do carro, fechaste o mundo lá fora e trocaste comigo um beijo doce, quente e ansioso que me fez mergulhar no nosso momento, tudo deixou de girar, apenas nós contávamos.

-…

Se não te tiver...

Se não estás por perto, os meus dias são tão cinzentos quanto o sol que se tem recusado a voltar!



Neste momento da minha vida, já não preciso de procurar mais, em nenhum outro lugar, porque te encontrei, já entraste no meu percurso, percorreste os meus caminhos e esbarrámos algures no destino que nos mantém juntos.

Temos tido dias de verdadeira descoberta, de nós, do desejo que os nossos corpos retêm, de tudo o que ainda estamos para nos dar. Tudo faz sentido quando te olho, o meu desejo não se acalma, todo o meu ser grita por ti, e apenas contigo se acalma. É contigo que aprendo como cada dia se pode prolongar para além de nós, da nossa visão de futuro.

Se não te tiver, não consigo ver com clareza, as manhãs acordam sem que o meu corpo se aceite. Escorrego para um duche que prolongo, para me tocar, para te recordar, para te sentir mais próximo voltar a ter todos os momentos que partilhámos.

Sinto-te por trás de mim, esfregas as minhas costas, deixas correr a água lavando-me por dentr…

Ter-te bem dentro de mim!

Ter-te bem dentro de mim.Como será o sentimento, de que forma te olharei e tocarei quando te vir?Sinto um desejo incontrolável de ser de novo abraçada por ti, de sentir o corpo que reconheço e de me aninhar. Quero e preciso de pele, de cheiro, de beijos. Consigo arrepiar-me só de imaginar os teus lábios junto ao meu pescoço, descendo e subindo até me apagarem a boca. Os teus beijos são com o sabor que me alimenta, tê-los foi sempre perder-me no tempo, deixá-lo passar veloz, devagar, não contar, não olhar, não pensar, apenas ter e sentir.

Estou ansiosa pelo dia em que nos poremos à prova, em que finalmente acabaremos a fazer tudo o que nos tem enlouquecido neste período de espera. Já te imagino na minha cama, os teus lábios a percorrerem o meu corpo suado, trémulo, as tuas mãos irrequietas, as pernas que abro e entreabro para que me mates de prazer, todas as posições que faremos e inventaremos para nos satisfazermos.

Quero que me magoes de prazer, que entres em mim, uma e outra e outra …

Entrega... descoberta...prazer...

As relações dão trabalho, é um facto!

Se não investirmos, morremos, porque tudo agora é mais pele, mais sentimento, as pessoas querem tudo aquilo a que têm direito. Amor, entrega, sexo com qualidade e imaginação.

Fala-se muito agora no BOOM comportamental das mulheres, que elas agora são mais exigentes, mais leoas, que se atiram, que escolhem, que isto e que aquilo...

Então agora vamos às partes boas, porque elas também existem:

. As mulheres já procuram ir de encontro ao prazer do companheiro, de ambos, fantasiar, sentir, mostrar, surpreender.
. As mulheres já se cuidam mais, olham para si de forma a conseguirem estar bem e a seduzir, beneficiando inevitavelmente o parceiro.
. Quantas mulheres já não se aventuram no universo dos objectos de prazer, comprando-os, usando-os?
. Estão mais soltas e abertas a novidades, descobriram que o ponto G existe mesmo e querem sentir o milagre de um orgasmo, e digo milagre porque muitas nunca o experienciaram, por incrível que possa parecer.
. As …

Clube do divórcio!

Que tal formarmos um?

Certamente que iríamos beneficiar imenso com a partilha de experiências, evitando a repetição de erros que tanto nos podem custar. Bloqueávamos a solidão que por vezes se instala, os receios, na maioria das vezes infundados, do falhanço, a junção de esforços e de forças...

Cada dia mais divorciados, mais gente cansada de abdicar de si mesma, de deixar de ser um para se mesclar em dois. As mulheres, sobretudo elas, querem e desejam mais da vida e dos companheiros, ou vêm com o pacote completo, ou não existe mais essa história do aguentar, do resistir, abdicar, olhar para o lado e fingir que não se sente, que não se é!

Eu sou das que acredita que ou se gosta tanto do outro como de nós mesmos, ou então não adianta, não vale a pena. Iremos inevitavelmente acabar em caminhos distintos, cansando-nos de não ter...

Bem, se alguém se oferecer eu serei membro, e ajudarei no que souber e puder, sobretudo com palavras!

Danny...

O João chegara de mais uma viagem, mas desta vez a casa estava vazia, silenciosa, as janelas não deixavam ver o mar do outro lado, o cheiro da Danny já não se sentia mal a porta se abria. Ele escolhera outro percurso e acabara a desejar nunca a ter abandonado. Descobrira tarde demais que era ela a mulher que o poderia fazer feliz, a que mexia e remexia com todo o seu corpo e ser!

O duche parecia não querer terminar, a água não estava a conseguir lavar a enorme mágoa de a ter perdido, o desejo de a apertar uma vez mais, de a possuir até que lhe implorasse para parar, ainda conseguia ouvir a sua voz, quente, cheia do desejo que tinha por ele. Quando dançava para ele, quase o enlouquecia, olhar para o seu corpo escultural, torneado, as pernas que entreabria e que lhe recordavam do quanto era sua, de como a possuía uma e outra vez sem nunca se cansar, era um mulherão e era sua, fora sua, perdera-a...

O copo de whisky, agora sem gelo, não o satisfazia, não lhe apetecia beber sozinho, não …

Estou a recordar-me de ti!

Os dias estão mais longos, mais apetecíveis, e acabou de começar a estação do ano na qual nos conhecemos. Inevitavelmente me recordo de ti, com mais intensidade, vontade de retomar do ponto onde ficámos.

Recordar-me de ti faz-me tão bem, aumenta a minha capacidade de sorrir involuntariamente, de me sentir mais desejável, mais mulher. Recordar-me do que fomos, dissemos, dos lugares onde estivemos, apenas eu, tu e a vida que jurámos construir é o que me permite continuar.

Fizeste-me sempre tão bem, conhecias-me mesmo sem que eu falasse, entendias-me, procuravas o que eu queria e não cobravas, nunca, o que não sabia ainda dar-te. De mansinho chegavas lá, e eu aprendia a dar mais um passo, contigo, no teu colo, com o teu cuidado.

Espero que estes dias mais longos também me devolvam a serenidade, e que acabe a sorrir mesmo sem ti, se não te poder voltar a ter.

Recordo-me de ti!

I don´t wanna lose you!

 I don´t wanna lose you! É a canção da Tina Turner e reflecte bem o que penso. Não te quero perder, não agora que te encontrei, que te tive e que o teu toque fez o meu corpo encher-se de vontade de nunca mais sair do teu.

Perder-te é o que não me vou permitir, nunca mais deixarei de dizer o que sinto por ti, como o sinto, o quanto te desejo e quero por perto, na minha vida, para te dar o que ainda não tiveste. Não sabes o quanto te poderei encher de mim, do que te fará feliz. Comigo sentirás que os universos se encaixam, que rodam na órbita certa.

Um olhar teu, uma palavra vinda dos lábios que tanto desejo beijar, beijar até que se me queimem os meus, e os meus dias passarão a correr velozes. Contigo o amor é real, natural, verdadeiro.

Não te quero perder, não agora, nunca mais. Se partires irei contigo, bastará que me olhes e eu entenderei, aceitarei, estarei aqui.

I don´t wanna lose, I just wanna hold on to this true love!

FEELME!

A forma como me sinto cada dia mais, tem-me mudado, melhorado, tornado uma pessoa mais atenta a mim e aos outros!

Ser, ter, olhar, querer... que vida maravilhosa, é possível, acreditem em mim, basta sintonizar, sonhar alto, pensar no que desejamos. If I can dream it, I can do it!

Cheguei ao aconchego do meu lar, ao sítio onde sou sempre eu, sem máscaras e dancei, ainda estou a dançar, a sentir-me, a mover-me, a perceber como funciona o meu corpo, o que espero dele, o que me consegue dar.

I can feelme, I hope you can, too!

Pedidos...

Fazem-me alguns, eu rejeito por norma, um dia destes o Universo castiga-me, tantas tampas dou...

Querem conhecer-me, ao vivo e a cores, beber um café, curtir, isso é que eu adoro esta palavra, CURTIR, no entanto ainda não estou ready, preciso de uma prova de fogo antes, e tê-la-ei em breve.

Temos que construir os nossos círculos, de amigos, conhecimentos, sair, procurar, usufruir. Eu prometo que vou passar a fazê-lo, vou cuidar mais de ter o que um dia me fará falta, porque ninguém é feliz sozinho!

Dia do Blogueiro!

Dia 20 de Março!

Hoje é o dia de quem posta palavras, vidas, ideias, tudo o que possa influenciar, espero que positivamente, o mundo dos outros.

Este, o mundo dos blogs, é parte do meu agora, escolhi usar a melhor arma que possuo, para derrubar outras, para mudar conceitos. Pretendo continuar por estes lados muito tempo ainda, enquanto me der prazer e preencher os meus dias.

Um bom dia para todos os blogueiros do mundo!

Vendas... muitas...

Estou a ficar viciada, a adrenalina vem em baldes. Para mim que não bebo café, não fumo, nem... calma, faço outras coisas sim, a sensação de sucesso anda a alimentar-me o ego!

Adormeço a pensar nas estratégias a usar e acordo confiante que ultrapassarei as metas. Venham lá elas, as vendas de zinco e zinco alumínio e lingotes e de estanho, tudo e tudo e tudo...

New look!

Mudar é preciso!

Os gostos refinam-se, com o tempo, com as condicionantes e exigências do trabalho, e também com as projecções pessoais. Eu sei que mudei, que passei a olhar para algumas cores de forma mais pacífica e a introduzi-las nos meus dias.

Há 10 anos atrás, jamais seria vista de vermelho. Sou por defeito uma mulher discreta, que nunca precisou de sobressair pela imagem, e que não lidava bem com os olhares intensos.

Hoje, mais velha e mais confiante, consigo rever-me no poder de algumas cores, e que bem que me sabe.

Olhem lá um dia de trabalho assim... até se produzia mais!

New Day...

Mais um, e menos um sem ti. Os meus dias passam a ser assim!

Sinto-me deslizar, conduzo logo cedo bem mais disposta, a ver o que antes apenas olhava. fazes-me bem, sabes-me bem e estás a mudar-me.

Nada como termos objectivos, e eles não são necessários apenas no trabalho, mas sobretudo na vida pessoal, amorosa. Uma boa dose de amor, pode transformar-nos, eu já conheço a sensação, gosto de me sentir assim, fico mais jovem, tranquila, passo a reparar mais em mim e nos outros. É melhor que anti-depressivos, vicia mas não corrói.

Querer-te é o que quero agora!

Assim torna-se difícil...

E agora, habituar-me a esperar pelo dia seguinte? Assim torna-se difícil...

Já sei que estás desse lado, que me chamas e falas diariamente, que estás atento aos meus dias e desejos, mas quando não te tenho, quando não conseguimos estar "três milhões" de horas ao telefone, fico em baixo, com menos carga elétrica, com mais vontade que o dia termine rapidamente.

És o meu vício, não consigo deixar de te sentir, querer, sem ti nada me importa, e os meus esforços ficam no mínimo. Sinto que salto períodos de tempo, que passo apenas a recordar o que te inclui, o que me mantém viva. As nossas gargalhadas são reais, as palavras têm sentido, emoção, prazer, tudo o que passámos a fazer nos inclui.

És tu, escolhi-te algures no tempo e não vou desistir de te ter, sempre, comigo, nos meus planos, na minha vida!

Li-te...

Ainda não te ouvi, nem senti, ou sequer cheirei, mas já te li. As teclas trouxeram-te até mim!

Pela primeira vez, desde há muito tempo, conversámos, soubemos de nós, partilhámos desejos e a vontade de estarmos juntos.

Sei que desta vez estarei inteira para quando voltares, que te mostrarei o quanto sou capaz de te querer, e de te encher de mim. Vou fazer o que sonhas, o que anseias, sem tabus, sem me retrair. Agora entendo e aceito que será natural contigo, que me andei a guardar para o dia em que estiveres de frente a mim, imponente, sequioso da minha boca, do meu corpo, porque a alma e o coração já estão do teu lado.

O que é o amor? Perguntarão alguns. Para mim é a capacidade de querermos o melhor de nós para o outro, de o desejarmos feliz e completo, de o sentir no corpo e na alma qual tatuagem que se escolheu com carinho e para a vida. Eu quero amar assim, e ter um amor igual de volta. Fiquei exigente? Que bom, mereço e quero!

Ainda não te ouvi, mas já quase que que consigo escuta…

Azul e mais azul!

Azul e mais azul! É esta a cor que muda a minha vida, o meu estado de espírito, o meu ânimo e o desejo de passar para o outro lado do oceano.

Gosto do azul quando o céu me presenteia com a lua.
Gosto do azul do mar que me trás paz.
Gosto do azul que envolve quase todo o nosso planeta.
Gosto do azul em todos os tons possíveis e imagináveis, na roupa, acessórios, livros, em tudo e tudo.

O azul é a cor da minha alma. O azul mistura todos os meus desejos e passa-me a vontade de fazer mais e melhor. desejo, O azul acalma-me e revigora-me. O azul torna-me dependente de todas as variações, porque gosto de cada uma.

Let´s blue me!

Quando...

Quando decidi começar a blogar, estava longe de saber a terapia gratuita que passaria a ter, o prazer acrescido em perceber como as minhas palavras poderiam proporcionar sonhos, reencontros, sons e cores. Agora quando deixo passar demasiadas horas sem teclar, sem deixar que a minha alma saia em forma de letras, sinto desconforto, solidão, deixo que a luz que procuro caia sonolenta.

Saber-vos desse lado, quem quer que sejam, dar-vos pedaços de mim, de vida, faz de mim uma Mulher de bem com a vida, mais completa.

Desejo-vos pequenos grandes prazeres, muitas conquistas e palavras, porque elas têm poder e podem mesmo mudar tudo.

Obrigada!

Onde estás?

Estou a olhar para dentro de mim agora e para o que tenho, para o que consegui construir sozinha, e sinto o meu coração cansado de querer o que não tem!

Where are you now? 

O que é que eu mudaria se soubesse?Mudava a forma como deixei de te dizer o quanto és importante para mim. Quis ser a menina bem comportada, a que diz apenas o que está correcto, e o tempo não se compadeceu de mim e levou-te para onde não sei, para onde não te encontro. Levou-te e contigo parte do que importava, levou a minha vida e agora, sentada no meu sofá, sozinha, cabisbaixa, olho para o que conquistei, mas o sabor é amargo, não carrega sucesso, apenas dor e desgaste.

Where are you now?

Não sei quando irei ouvir a resposta, mas estou pronta para a receber e para mudar tudo o que fiz de errado. Desta vez sei que estou, e que direi apenas o que sinto, quero e o que fará o meu coração cansado, feliz.

Looking for you...

O aeroporto parece-me ainda mais impessoal e incrivelmente movimentado, olho sem te conseguir ver, estou a sentir o meu peito a arfar com a ansiedade, com o receio de que tenhas desistido de vir, de que não me tenhas perdoado. Não sei como ficaria, que restos de mim sobrariam se decidisses sair do cenário agora, logo agora em que finalmente percebi que é por ti que corro e tento ser a melhor, a mais bem sucedida, a que é reconhecida por todos. Nada, mas nada do que construí fará mais sentido se não o puder partilhar contigo.

Consegui, durante as três horas de viagem, lembrar-me de cada palavra que trocámos nestes cinco anos de namoro, intensos, reais, verdadeiros e que me tornaram uma pessoa melhor, mais focada em ter e dar felicidade. Foste tu que me ensinaste a não acordar rabugenta e stressada, foi contigo que consegui olhar para o mar que povoa a minha janela com serenidade, aceitando que a sua imensidão me suplanta e me pode trazer paz. És a minha escolha, a parte que o meu corp…

Music for running!

Muito importante, ajuda o cérebro a suportar muito mais, a chegar longe e a desafiar os nossos limites!

Assim como a música influencia a minha escrita, também o faz ao ritmo que imprimo às corridas. Go...go...go... further, higher...

O culto do corpo para que o mesmo acompanhe a idade mental, e não para sermos top models, está a crescer no nosso país, está-se a começar a perceber a importância que tem na nossa saúde e estados de espírito.

Let´s run  and feel good, right now!

Brincos!

Adoro jóias, é um facto. Sobretudo e especialmente brincos. A minha ourivesaria favorita devota-me um tratamento VIP, e sempre que chegam exemplares daqueles que me enlouquecem a cabeça e a carteira, enviam-me um sms maravilhoso - "New jewls for our best one". Eu babo-me toda e vou a correr arejar as notas.

Assim que entrei consegui logo ver-te, para além de alto, tinhas um perfume que me invadiu e fez arrepiar. Mal te viraste, perante a forma efusiva com que fui recebida, pude verificar que tinhas olhos cor de mel, rasgaste logo um sorriso e olhaste-me de alto a baixo, no entanto não me mostrei incomodada e mantive o olhar firme até os teus olhos voltarem de novo aos meus. Acenaste com a cabeça e eu retribui com um sorriso.

- Olá Patrícia, recebemos uns brincos lindos, a sua cara.
- Não será mais a minha carteira?

Rimos ambas, a Carlota e eu, e fui de imediato levada para o gabinete das provas. Experimentei dúzias, entre brincadeiras e comentários acerca do galã que compra…

Que venha o fim de semana!

Que venha o fim de semana, está  fazer falta e é, por sinal bem merecido!

Estou a precisar de ter tempo para mim, de estar mais tranquila, e estarei porque hoje começam as férias da Páscoa, não serão 2 dias de azáfama e correria, porque na proxima semana acordarei menos stressada, os duches serão mais longos, o cuidado comigo maior, os pequenos-almoços mais elaborados. A minha prole estará toda a ressacar de noitadas a jogar e a ver filmes.

Esta sexta-feira antecipa uma moleza, um descanso psicológico, não pode é ser demasiado que mepasso, mas serão dias bem menos a correr e isso também é bom. Ás vezes!

Para correr melhor, era poder sair para umas comprinhas, uns mimos que bem preciso. Ou ter algum romance no ar, um parceiro à altura, jantares melosos, e noites ainda mais quentes, viajar até lugares paradisíacos ...ok, sonhar não custa.

Ainda dizem que o dinheiro não dá felicidade, a falta dele é que não dá porra nenhuma!

Nunca desistir!

Sou um pouco avessa a falar do que nos faz doer por dentro, mas existem situações, sobretudo para nós os pais, que nos deixam assustados, incrédulos, sem rumo, e assim foi comigo no caso Rui Pedro!

Ver as imagens daquela mãe devastada, que nunca desistiu, mas que se vem arrastando na vida, deixa-me magoada por dentro. Dói-me horrores pensar que poderia ser eu e não saber se resistiria.

Espero sinceramente que o universo lhe conceda paz, já que a esperança nunca a abandonará!

Mulheres!

MULHERES!

Cada vez mais poderosas, com força, orientadas, decididas, bonitas. Somos nós, todas, cada uma da sua forma muito própria, única.

Adoro ser Mulher, mesmo quando me sinto pior que cão, é feio dizer cadela.

Nós!

O "nós" só passou a existir há muito pouco tempo!

Não nos misturávamos, tínhamos caminhos distintos, zonas geográficas totalmente opostas, mas eis que agora...

Bom agora temos dois problemas para resolver. Não conseguimos estar um sem o outro, mas não somos livres. Chega a ser doloroso, não te ter, não acordar ao teu lado como quando ficamos nos mesmos hoteis, não sentir a minha mão agarrada pela tua quando vamos, sempre em movimento acelerado, nos taxis, alguns pretos, outros sem cor, mas sempre a transportar as nossas vidas. Partilhar o pequeno-almoço, rir do teu riso, roubar-te a torrada melhor, coberta da manteiga que adoro, como te adoro a ti!

Não sei como vamos prosseguir, consertar, arrumar, resolver, mas para já fica assim, tiramos o melhor de nós, do que já vivemos, passamos a ter histórias em comum, a conhecer as que já construímos, passamos a ter uma voz, aquela que reconhece o outro como sendo quem se procurou.

Entraste na minha vida e eu na tua, agora não há co…

Voltei...

Foram dias complicados, muitas tarefas, reuniões, "formação", ouvir dicas e formas de vencer neste mercado tão competitivo, sendo eficiente, profissional, "accurate".

Vou ter que andar sempre muito bem documentada, graças a Deus que sou uma pessoa informada e culta, mas estou a precisar de cultura empresarial, de saber como funcionam os mercados, fazer recolha de dados relevantes de cada país com o quais trabalhamos. Ufaaaaa!!

Mais um desafio, agora há que superá-lo!

Sair, ver, querer...

Dizem que para termos devemos sentir, olhar e ver bem, dar ao Universo o que queremos de volta!

Eu sinto que resulta, quanto mais positiva sou, mais recebo, mais tenho, mais coisas me vêm parar às mãos. É uma sensação de partilha com o resto do mundo que me rodeia.

Ok, sei que não é fácil, mas tentem querer visualizando da forma  mais clara e precisa que conseguirem, demora algum tempo e requer treino, mas os resultados surgem e a sensação de mais e melhor passa a inundar-nos.

Desejo a todos uma semana cheia de sucessos, de bons começos, de conquistas, beijos, amassos, muito amor e desejo. Aprendam a dar, muito, sempre e depois contem-me se recebem ou não de volta!

Há dias...

Foi uma semana difícil, muita informação para reter e assimilar, uma empresa que pertence a um grupo de mais 10, e que caminha segura e confiante mesmo na conjuntura actual!

Dá algum gozo, mas deixa borboletas no estômago, saber que se espera de nós o melhor, que seremos preponderantes no seu sucesso. Quero e já faço parte de uma equipa ganhadora, que agora só precisa de acreditar, de se envolver e de ser coesa.

Portugal vai crescer, vai ter chances e dia-a-dia, mais passos serão dados. Eu sou uma optimista, confiante e  sonhadora mãe e mulher que procura pelo melhor, pelo que nos fará mais felizes e realizados.

Acredito mais do que nunca agora, que estou no lugar certo!

Out Of Office!

Parece que foi uma iniciativa para hoje, à qual aderiram algumas empresas e organismos publicos em Portugal!

Nós ainda somos demasiado conservadores, e acreditamos que produzir é mecanizar e estar de frente a um computador, preso a uma secretária. Nada mais falso!!

O que importa são os desafios, as mudanças, as alterações nos cenários, a capacidade de nos reinventarmos.

Ainda temos um longo caminho a percorrer, esperemos que este dia seja indício de mudanças futuras!

New Project!!

Já passei para a 3ª fase de um projecto que irá ao encontro do que desejo para o meu primogénito!

É a cara dele, e com a ajuda da mãe estou certa de que se tornará num profissional exemplar e cheio de garra.

Comecei com uma brincadeira e de repente...

Este mundo e os outros!

O que fez com que te visse a ti e a nenhum outro homem no mesmo dia, naquele dia, naquele lugar onde os nossos olhares e destinos se cruzaram?

O que fez com que te quisesse tanto, ontem e ainda hoje, de cada vez que te sonho e penso?

O que fez com que de ti só venha a vontade de ter mais, de nunca me fartar do que ainda não conseguiste dar, de entender a tua incapacidade de continuar, manter, chegar onde sei que só tu podes?

O que quer que tenha sido escrito, será certamente cumprido, eu não planeio desistir de ti, não pretendo passar por esta vida sem saber ao que sabe o teu amor, como será ver-te adormecer ao meu lado, e de que forma me acordarás para mais um dia que anseio me encha de ti.

O que quer que nesse dia me tenha empurrado para o canto do teu mundo, aquele que muito dificilmente teria de outra forma percorrido, foi certamente para me mostrar que eras tu, que estavas ali e que deveria lutar, correr atrás, procurar e ajudar-te a entender.

Eu sei que te reconheci primeiro, m…

Primavera...mais cor

Sinto mudanças diárias em mim, e isso vê-se até pela forma como me visto!

Uso e abuso de cores, larguei um pouco o preto integral e sinto-me confortável. Interessante como me ilumina o rosto e como fico mais visível para os outros.

Hoje fui de azulão, brincos grandes, e já decidi que vou tirar do roupeiro os vermelhos, verdes, laranjas.

Primavera me aguarde!

ZUMBA...

Vou experimentar!

O que melhor para mim, que estou sempre ligada à corrente, do que ter uma actividade igualmente eléctrica, cheia de movimento, energia, dinâmica...

Zumba here I go.

Dançar muito, com ritmos bem mexidos, loucos. Perder calorias, elevar a moral, ver gente...

LX Boutique Hotel

Olhem só que maravilha e fica  na nossa Lisboa!

Eu matava por um fim-de-semana num lugar assim, a ver o tejo, e a namorar, já agora se não fosse pedir muito.

Sozinhas e Sós...

O ser humano não foi feito para estar só, sozinho ainda vai, mas sem alguém para partilhar até pequenos nadas, isso já é mais dificil.

Ontem, e porque as mulheres não sofrem de inibições no que concerne a falarem de si, do amor, de tudo, eu e a minha amiga Ana, fomos unânimes na descoberta de que já precisávamos de ter alguém, no coração, no espaço para além da casa, da família, ter com quem poder jantar, discutir assuntos, passear, namorar. Ohhhh que bom seria voltar a namorar!

Agora vem a parte complicada da coisa. Após décadas de relação, ficámos exigentes, inconformistas, subimos a fasquia e achamos que devemos e merecemos. Para mal, então não, obrigada.

Até ao dia em que se dê o clik, em que se fixe o olhar e a vontade de amar noutra pessoa, até esse dia chegar, vamos armando ou desarmando defesas, o tempo o dirá, mas que queremos, isso queremos!

Made in Jersey!

Estou a adorar os episódios, reavivaram a minha vontade de ser advogada, já faz...séculos!

Se já em 1990 não existissem em Portugal mais advogados do que no Japão, eu teria arriscado na carreira, no entanto certamente que iria acabar desiludida, a minha ideia de advogar não é a que se pratica no nosso adorado país à beira-mar plantado.

Vou-me agora deliciando com o que acredito ser a verdadeira forma de advocacia, e revend-me na minha concepção de justiça!

Ontem!

Encontrei-me com a Clara e estivemos a por a conversa em dia. Vi-a gritar por mim enquanto passava pela montra da pastelaria, e mesmo tendo a marcação para a cabeleireira, corri para nos mimarmos um pouco. Arranjamos sempre que podemos, forma de falarmos de nós, de nos por-mos à prova e de pedirmos apoio e conselhos. Gajas!!

Ouvindo-a falar da relação que mantém com o Artur, fiquei a pensar em como nada do que partilho com o Jorge será minimamente próximo, e em como afinal apenas "sobrevivemos", não mudamos, inovamos, criamos espaço para o outro se encher de prazer, ser mais feliz e completo. A culpa, a existir, não será totalmente dele, eu tenho que aprender a verbalizar o que sonho fazer, a forma como pretendo ser tocada e amada, o que entendo ser uma verdadeira relação entre duas pessoas que se quiseram mal se conheceram. Vou ter que inovar, crescer como mulher, ir até onde a minha vontade dele me levar.

Nunca, até hoje, deixámos de nos amar fisicamente, de nos procurarm…

My Day!

Foi ontem, o dia "quase" todo devotado a mim!

Quando isso acontece, parece que não sou eu no meu corpo, ainda me estou a adaptar a ter  uma vida para além de todos os outros de quem aprendi a cuidar diariamente.

Sabe-me bem? É um misto de prazer e de sensação de egoísmo, esta última de dia para dia vai diminuindo, os miúdos estão mais autónomos, já não chamam pela mãe 100 vezes por dia, agora também não lhes adiantava muito, já procuram os seus espaços e vão-me concedendo os meus. Quem está desfasada sou eu, será talvez o equivalente a uma adolescente a quem os pais deixaram de controlar as saídas.

Vou ter que instituir os meus momentos, preciso de quebrar a semana louca que sempre tenho em termos de trabalho, preciso de me descobrir, de saber quem sou realmente. Parece fácil, mas quando durante um quarto de século só conheci o "nós", ser "eu" acarreta alguma aprendizagem e adaptação.

Uma vez que só deveremos ter uma vida, vou-me apressar a ser feliz ain…

Se eu te tivesse hoje, agora...

Consigo recordar-me do primeiro dia em que te vi de forma diferente, em que estivemos romanticamente juntos.

Após muita troca de emails, de desabafos de muito interior posto a descoberto, finalmente pude tocar-te, olhar-te como o homem que acabou a mudar o curso da minha vida. Foste tudo o que esperava e desejava, a minha vontade de ti permitiu que os meus pudores caíssem por terra, e entreguei-me tranquila, confiante, tudo se encaixou e fez sentido. Foi fácil, natural  e consegui perceber porque razão te esperei e quis tanto tempo.

O teu corpo colado ao meu, o teu respirar, os lábios que parecem ter o desenho dos meus transmitiram-me o que sentias e fizeram de mim a mulher que desejei ser. O nosso respirar descompassado, os sussuros, os movimentos ansiosos, o prazer que foi jorrando uma e outra vez...a tua boca percorria-me, as tuas mãos seguravam-me firme, dirigindo-me para onde me querias. Entraste em mim, imponente, másculo e eu obedeci-te, cedi e implorei por mais.

Nunca desviámos o…