6.1.15

As separações fazem doer!



Quem está para nós quando tudo se desmorona e passamos do 100 ao 0 em apenas alguns segundos? As nossas amigas, claro!

Sabem de nós, de que forma sentimos, rimos e choramos, o que precisamos de ouvir, ou se pelo contrário, o silêncio nos assenta melhor. Basta que nos segurem as mãos, que o nosso olhar possa pousar no delas, sem camuflagens, a dizer o que nos vai na alma.

Já fomos menos solidárias, nós as mulheres, umas para as outras, mas no que toca a amizades vincadas, daquelas que foram crescendo connosco, que nos permitiram saber umas das outras, essas são um bálsamo nas nossas vidas.

As separações fazem doer, a sensação de voltar a falhar impede-nos muitas das vezes de acreditarmos em nós e de vermos para além da auto flagelação, nestas alturas, chegam em nosso socorro as amigas, as irmãs de estrada, as parceiras nas vicissitudes e conseguem atenuar quase tudo.

Nada como uma amiga verdadeira para rebater as nossas angústias, para nos recordar do que fomos e o quanto demos, para nos ralhar se o merecermos, mas estando sempre e quando precisarmos. As separações, os desamores, vão continuar a ir e a vir, mas as amizades verdadeiras, permanecerão, ao nosso lado, para o que tiver que chegar e para o que não tiver como ficar!