11.3.15

Não sei como me levanto às vezes...


Imagem relacionada
Feelme/Não sei como me levanto às vezes...Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet

Não sei como me levanto às vezes, de que forma o meu mundo se consegue completar e fazer-me chegar até onde sou precisa. Depois de apenas 4 horas de sono, continuei a correr, para atender a quem se deixa fragilizar ao ponto de não se encontrar de volta. Fiz o caminho todo em silêncio, nem conseguindo juntar os meus pensamentos, sentindo que precisava de doar alguma da minha intensidade e força. Afinal sou tão resolvida que me assusta ver quem ainda se tenta encontrar e o medo dos outros entranhou-se-me tão dentro que dei comigo a ouvir-me respirar.

Ainda estou assim, meia-meia, com cada músculo do corpo dorido e a parecer que corri uma maratona, léguas e léguas de desaires dos outros, num percurso que não me pertence, mas que se cruza com o meu e do qual não terei como fugir. Já me fartei de agradecer hoje, por ser como sou, por tudo o que consigo concretizar, pelos desejos dos quais não abdico, pela minha capacidade de não me deixar partir, não em pedaços que não se possam colar de volta.

Não sei quem é esta mulher. Não sei quem sou, de onde vim e porque sou assim, mas sei, com toda a certeza, onde quero estar e a fazer o quê, porque querer tem-me bastado para não desistir, não de mim. Espero que alguém bem acima de nós, cuide de todos quantos não se conseguem cuidar e que que os impeça de cair demasiado fundo. Eu farei a minha parte, porque se for essa a minha função, aqui, então eu aceito!