22.7.15

Aceitavas-te, a ti?

Feelme/Aceitavas-te, a ti?Tema:Sentimentos!

Aceitavas-te, a ti?

Conhecem a expressão, "as carraças só são boas nos cães dos outros"? Pois é, quando os comportamentos provocam cansaço, amargura, dores que nos fazem sangrar, o melhor será sempre sair de cena, ou arriscar uma prisão emocional, com uma pena perpétua, e se até mesmo os masoquistas têm pavor à dor, que direi eu que não sou nada parva!

Eu brinco, brinco, com as palavras, aparento andar a pregar a moral e os bons costumes, mas também não sei tudo, sei apenas de mim, da forma como sinto, sei o que me magoa e desilude, sei o que quero e o que NÃO quero, mas não tenho receitas, porque não sei como mudar mentalidades, e nem como escancarar a porta para que consigam ver para além do nariz. Posso tentar, abanar estruturas, mas mais do que isso...

- Ela rejeitou-me e não me aceita de volta, o que posso fazer?
- Que tal comportares-te como um homem e admitires que não estiveste bem?
- Pedir desculpa, é isso que estás a sugerir?
- Se não sabes a resposta, ainda, como é que alguém te poderá ajudar?

Valha-nos a Nossa Senhora da Agrela, já vou parecer os meus avós e tios, mas a verdade é que acredito que o mundo está perdido. Já ninguém parece saber que papel desempenha na vida, e não está incluído o clubismo, ou as jantaradas com os amigos, estou a falar de coisas sérias, com substância e responsabilidade (outro palavrão dos difíceis), a responsabilidade come-se por acaso?

Cuidar dos outros, não os cilindrando, esquecendo de os ver quando não estão por perto, é um exercício quase impossível para muitos, mas com treino consegue-se. Vá lá, somos burros ou somos burros?

- Se conseguisses sentir na tua pele o quanto foste um valente filho da mãe, também te aceitavas de volta? Pois, bem me parecia...