1.3.16

Agora já percebo e vejo os outros, tal como são!


MORE: KATE WINDSTORM:

Passou a fazer-me uma ENORME confusão, a quantidade de pessoas que ainda embarca em relações para apenas "estarem", sem grandes expectativas, tirando as físicas, obviamente. Pois, é que homem e mulher que se prezem, buscam o que parece ser MESMO importante, o corpo!

Até eu sei que pensar dá trabalho, que incluir alguém nas nossas rotinas pode trazer transtornos e ajustes, mas a alternativa a isto é exactamente o quê? NADA, solidão seguida de muitas dores emocionais e até físicas, porque de cada vez que fugimos de quem até nos parecia certo, estaremos a fugir de nós mesmos, deixando para o futuro o que ele irá cobrar, com enormes juros.

Agora que te tenho e que já percebo, vejo os outros tal como são, e a verdade é que não são nada, são migalhas, são apenas cores esbatidas.

Poder, neste momento, sentir que não tenho porque duvidar de nada, que não preciso de me certificar que o que me ofereces vem mesmo de ti, e que as tuas intenções são tão genuínas quanto as minhas, tem operado milagres e tem-me forçado a ver para além do que já senti, antes.

Meus amigos, não há forma, sobretudo para quem já percorreu meio século de existência, ou mais, de não saberem o que fazem aqui. As desculpas serão apenas e só isso, sempre, desculpas, mas quando as usarem, pelo menos acreditem no que tentam, de alguma forma, passar aos outros, é que de contrário tudo passará a ser demasiado ridículo, vazio e despropositado. Ninguém é enganado para sempre. Ninguém escolhe não ser, para sempre. Ninguém, consegue, aceitar, metades, para sempre.

Agora já percebo e vejo os outros, tal como são, e a verdade é que já não quero ter NADA a ver com o NADA que sabem oferecer!