21.9.16

Não digas, não magoes!

VERY ROMANTIC:
Feelme/Não digas, não magoes! Etiquetas: Relações!



Não digasnão magoes, não permitas que a pessoa a quem supostamente amas, sofra com as palavras que não conseguiste segurar, por egoísmo, por medo, ou talvez por incapacidade natural!

Tenho feito imensas reflexões sobre o amor e a relação que me encaixará melhor, mas a mais importante e definitiva, passa pela vontade de ter ao meu "lado" o meu melhor amigo, o confidente, o pacificador e acelerador de emoções. Preciso de saber com o que contar em toda e qualquer circunstância, só assim poderá valer a pena, o empenho e o esforço no recomeço.

Será, sempre, mais fácil avaliar até onde poderemos ir, se nos colocarmos no lugar do outro, se não pisarmos o chão de pedras, descalços, nem mesmo quando tivermos pés calejados. Dar para receber, não me canso de dizer, e não estar à espera que o outro adivinhe e sinta o que sentimos nós. Verbalizar impõe-se, até que sejamos duas metades bem completas que já encontraram forma de se ouvirem sem voz e de se verem mesmo sem se olharem.

Não digas o que vai magoar o outro, tanto, que jamais consigas reparar a brecha, porque existem dores que se podem evitar, mas também existem outras que nos partirão sem remédio. Quem gosta cuida, sempre. Quem gosta sabe o que dizer para o provar. Quem gosta percebe que sozinho não terá forma de sentir por dois. Quem gosta, gosta até do menos bom, dos defeitos que quererá transformar. Quem gosta não magoa!