Não foi fácil!

outubro 31, 2016
Monica Bellucci:
Feelme/Não foi fácil! Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet



Não foi fácil, largar a parte do meu coração onde estavas tu. Eu sei como me custou aceitar que não poderia ser, que não existiria forma de voltar atrás, de recomeçar e que teria de parar de me magoar. Deixei-te ir, vi cada momento, senti cada decisão, bem dentro de mim, tão dentro que por diversas vezes achei que voltar atrás seria mais fácil...

Deixar de acordar contigo, a pensar no que correrá ao longo do dia,  passou a ser a minha rotina, a minha defesa e a minha sobrevivência. Não te incluir, não sabendo o que sentes, o que fazes e do que precisas, foi bem duro no início, mas eu mesma me curei e fui-me recordando, de cada vez que arriscava vacilar, que só tinha poder para mim mesma, para me proteger, de mim, para continuar a olhar para tudo o resto com os mesmos olhos, com a mesma vontade de ser e de ter o que continuo a querer.

Não foi fácil, admitir, aos outros, que não deu certo, que não consegui, que não soube como e o que fazer.
Não foi fácil dizer que continuo a ser apenas eu, mesmo que mais consistente e capaz de outros desafios.
Não foi fácil responder a perguntas que apenas tento adivinhar, porque nunca tive certezas e sem elas continuarei, até ao dia em que não saber deixará de importar.

Não voltarei a ser a mesma, nem poderia, mas apenas porque cresci e amadureci um pouco mais. Passei a ver para além do que julgava ser natural, tendo que conviver com quem não soube como conviver comigo, forçando-me a aceitar que a minha escolha tinha sido a errada e perdoando-me a mim por ter falhado os sinais. Nunca mais voltarei a ser tão crente que aceite sem perguntas, mas também não serei tão descrente que julgue serem todos os outros iguais.

Tudo é um percurso e uns serão, inevitávelmente, mais difíceis, a fazerem menos sentido e a não terem explicação, mas sem eles não estaria aqui, não seria a força que alimenta todos à minha volta, nem teria as palavras que vos ofereço, porque na verdade acabo sempre a dar pedaços do que recebo!
Enviar um comentário

Pensamentos!

Com tecnologia do Blogger.