19.12.16

Como diz o ditado!

Feelme/Como diz o ditado!Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet


Como diz o ditado, o que não tem remédio, remediado está!

Estou a sentir o desgaste que a minha escolha me está a trazer, quero e preciso de parar com o que não me fará bem, não me permitirá rir como tanto gosto de fazer. Gosto de estar de bem comigo e com o mundo e não quero pontas soltas, amargos de boca, não quero impor nada a ninguém, nem sequer a mim mesma.

- Olha lá oh rapariga (esta sou eu a falar comigo mesma) mas afinal o que pensas que estás a fazer?
- Pois, tens razão, julguei que me bastava querer para acontecer, no entanto o dito cujo Universo respondeu-me que nem sempre me pode dar impossíveis e que eu já esgotei a minha cota.
- Pronto! Então e no que ficamos?
- Saltamos fora enquanto o comboio ainda vai devagar.
- Espero então que seja rápido, porque já me cansei de esperar por ti e sem ti sou apenas metade.
- Eu sei, perdoa a minha incapacidade de te incluir neste processo, afinal tiveste sempre razão e eu sabia-o.

Sim eu faço exactamente isto, falo comigo. Falamos ambas, eu e eu mesma. Tentamos contrariar o que uma ou outra escolha de menos certo. Pesamos e medimos o que nos deixará pior do que começámos e regressamos ao que sempre fomos.

Ser mulher. Estar nesta fase de conhecimento que tem tanto de BOM quanto de DESESPERANTE. Saber é poder realmente, mas nem sempre apetece conhecer o caminho todo antes de o percorrer. O elemento surpresa desvanece-se, mas como nem tudo é mau, fica a segurança e a certeza de que só vale a pena ser assim, porque no final do dia o balanço terá que ser positivo, venha quem vier.

Não sei se fiz algum sentido, é o que dá sermos duas, baralhamo-nos!