20.12.16

Podemos sempre...

Resultado de imagem para mulher feliz
Feelme/Podemos sempre...Tema:Me!
Imagem retirada da internet

Podemos sempre melhorar, ser mais e querer mais. Podemos sempre esperar que a vida nos traga crescimento e aprendizagem. Podemos sempre ter mais abertura de mente, aceitando novas formas de andar por "aqui". Podemos sempre tudo, basta que o desejemos!

Nada acontece por acaso. É uma realidade e não um cliché. Nada nos chega sem pedirmos, mesmo que não nos demos conta. Nada do que somos é impossível de mudar, porque até nós mudamos de cada vez que o dia acontece. Nada do ontem será igual ao hoje, porque os tons são outros, os desejos mais ou menos intensos e a crença em nós ou nos outros, igualmente passível de ser alterada.

Podemos sempre perceber quando é que o nosso percurso não nos é favorável, alterando-o, enquanto houver tempo e eu consigo provar-vos:

. Sou naturalmente eléctrica, nunca sossego, nem mente, nem corpo.
. Sou uma insatisfeita que anda sempre à procura de mais e de melhor.
. Sou eu mesma que testo os meus limites e por vezes até os ultrapasso, esgotando-me.
. Sou, ou melhor, era, TOTALMENTE incapaz de relaxar e de me soltar de mim, dos meus
  pensamentos e da minha velocidade.

Foi isto que apregoei desde que me conheço por gente, mas eis que TODA eu mudo e cada músculo do meu corpo se tranquiliza e relaxa. De repente, quando eu mesma já me considerava um caso perdido, desacelero, passo a usufruir de cada minuto de todas as minhas horas, deixo de ser tão julgadora e limito-me a viver por mim e comigo. Não há ninguém que não note, agora, o quanto estou diferente e não, não estou a tomar xanax. Não há quem eu conheça que não me pergunte o que fiz e porque mudei tanto. Eu respondo que não aprendi a meditar, não da forma que se conhece, passei apenas a entregar ao mundo o que ao mundo pertence. Deixei de querer correr atrás da lua. Deixei de procurar as estrelas. Deixei de esperar por amores que me preencham. Deixei de me entristecer com a incapacidade alheia. Deixei de jogar à defesa, porque na realidade não preciso de o fazer, é que o meu território já está demarcado. Deixei de quer mais porque já tenho tudo. Deixei de exigir de mim porque eu já sou o que imaginava.

Podemos sempre mudar, porque até eu o consegui. Eu a distante. Eu a arrogante. Eu a independente. Eu a teimosa. Gosto bem mais da mulher que acabei de me tornar e olhem que já gostava de mim. Gosto de tudo, o que me compõe, cada ruga, cada gordura localizada e até os brancos que já começam a despontar. Gosto de tudo, o que ainda consigo aprender e aprendi que podemos sempre fazer melhor e mesmo que não saiba exactamente como mudei, sei perfeitamente porque o consegui!