Deixei de precisar!

Person Walking on Gray Concrete Cement While Raining
Feelme/Deixei de precisar!Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet

Deixei de precisar de ti. Deixei de te imaginar. Deixei de te sonhar, over and over again, sobre como seria ter-te, porque já te tive, já fui a tua mulher, num tempo só nosso, sem pressões e de forma tão natural que me senti de volta a casa!
´
O tempo não muda nada quando o que é suposto fazermos continua à nossa espera, a permitir-nos intervir, participar, querer e correr atrás do que achamos certo. Até poderá nem ser, mas sem tentar...

Interessante o poder da mente. Os truques que ela usa para nos levar a acreditar no que queremos e precisamos. Sonhei-te e vi-te sempre maior, com os contornos da face bem definidos, mas com os sons a desvanecerem-se, receando que quando chegasse até a ti, já não te tivesse.

Estavas ansioso, desconfortável, quase não me conseguias olhar nos olhos, por isso dei-te tempo, fui a veterana, superei-me a aconchegar-te e acabei a ter-te. CARAMBA, já o merecia, já precisava de te entender e de entender a minha necessidade de ti. Necessidade de encaixar e aceitar porque foste e és tu quem me mudou e continua a mudar os percursos.

Deixei, finalmente, de precisar de te imaginar, já sei que és real, que não te sonhei, que o que senti, algures, num tempo que acabou a passar, veloz e impiedoso fazia sentido e tinha uma razão de ser. Não sei de onde te reconheço. Porque estás assim, implantado em mim. O que me recordas que me deixa de sorriso nos lábios, a desejar que te mantenhas por perto o tempo suficiente para te mostrar, e para te provar, que apenas comigo a tua vida entrará no percurso pré-definido, porque depois meu amor, já não precisarás de procurar mais.

Agora que me tiveste e sabes do que falo, pára de fugir e arrisca, eu vou fazer com que valha a pena!

You Might Also Like

0 comentários

O que quero agora!