Mundo meu, mundo meu...

Resultado de imagem para diabinha
Feelme/Mundo meu, mundo meu...Tema:Relações!
Imagem retirada da internet

Mundo meu, mundo meu, diz-me quem está mais danificado do que eu!

Quando não educamos os filhos para a frustração, eles crescem a não saber o que fazer quando as mãos se esvaziam. Quando não lhes mostramos, com atitudes, que nada é nosso, muito menos as pessoas, vamos acabar por ter adultos completamente danificados, inseguros e com um sentimento de posse que virá como resposta a todas as que não sabem dar.

Não pensem e nem sequer se atrevam a achar que isto acontece apenas neste século e com as novas gerações, porque o que há mais por aí são cinquentões e sessentões, já agora tonas também, porque não falo apenas de homens, a não saberem lidar com quem têm, ou tiveram do lado.

Mundo meu, mundo meu, quantas mais histórias ainda não sei eu?

Por muitos anos que viva, nunca conseguirei entender relações totalmente baseadas no domínio de um sobre o outro. Ninguém pertence a ninguém, porque não estamos a lidar de objectos, mas sim de vontades, com corações que batem porque bombeiam sangue, real, daquele que corre quando nos magoamos.

Quem julgar que pode ter ou escolher, alguém que seja totalmente confiável, está, naturalmente, a enganar-se. Apenas podemos ir prometendo ser, por etapas e enquanto também forem para nós. Apenas podemos ir amando, até e enquanto amar seja o que nos faz bem. Não existem prazos, nem estimativas. Cuidamos para que nos cuidem, mas estamos vivos, no mundo e sujeitos a tudo o que ele carrega.

- Se eu te fizer assim, tu reagirás assado - Que completa utopia, talvez seja por isso que tenhamos tantos enchifrados mansos. Vá-se lá saber!

Mundo meu, mundo meu, ensina alguma coisa a esta gente, uma vez que não o consigo fazer eu!

You Might Also Like

0 comentários

Pensamentos!