Não sei...

Person in Hoodie Sitting on Grass Watching Mountain
Feelme/Não sei...Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet

Não sei do que são feitas as pessoas hoje. Não sei o que buscam e o que as alimenta, mas certamente que a fazê-lo, buscam muito pouco e nãos e alimentam de coisa alguma. Falo, obviamente, de sentimentos. Não sei como se acorda e adormece sozinho, sozinho de sons, de calor na alma e de emoções que apenas quem amamos nos passa. Não sei que planos fazem para a idade maior e com quem se vêem quando lá chegarem. Não sei e assusta-me, por eles, pela quantidade de "fantasmas" que iremos ter a deambular pelo mundo dos que vivem mesmo.

Somos cada vez mais, em algumas partes do globo, naquelas em que o alimento para o estômago é o primordial e onde amar é uma palavra cara, um bem luxuoso. Mas somos cada vez menos, em população, do lado de cá, nos chamados países desenvolvidos, e em emoções que temos gratuitamente e que esbanjamos tal como fazemos à água que para os outros representa ouro, diamantes, e todos os metais preciosos de que me lembrar. Estamos a cada dia mais pequenos e miseráveis. Queremos apenas os prazeres momentâneos e depois deles, depois dos "olá", dos beijos a fugir e do sexo com prazer unilateral, regressamos à nossa condição de insatisfeitos passivos. Somos miseravelmente infelizes, mas não mexemos um dedo para o deixarmos de ser. Somos, salvo seja, eu não entro nessa equação. Eu não ando "aqui" para ver andar os outros. Eu busco a minha felicidade nas coisas mais pequenas e nos momentos mais naturais. Eu mudo o que não me acrescenta. Eu luto pelo pedaço de vida que me pertence.

Não sei quem possa não poder nada, desistindo antes mesmo de ter começado...

You Might Also Like

0 comentários

O que quero agora!