Sabes qual é o castigo dos fortes?

by - março 11, 2017

adult, book, boring
Feelme/Sabes qual é castigo dos fortes?Tema:Sentimentos!

O castigo dos fortes é o de se tornarem ainda mais fortes. O papel que a vida nos atribui só pode ser entendido de duas maneiras, ou o aceitamos e nos levamos, carregando o que mais ninguém consegue, ou ficamos tristes e amargurados, lutando contra moínhos de vento.

Não nascemos fortes, tornamo-nos. Não decidimos, num belo dia de sol, que vamos passar a carregar o mundo às costas, carregamos mesmo e na maioria das vezes sem escolha. Não somos fortes para que, os aparentemente fracos, se sintam diminuídos. Somos fortes por necessidade e deixamos de questionar o muito que temos que fazer acontecer.

Ser forte cansa, mas deixa-nos com uma perspectiva permanente da vida, o que até sabe bem, sobretudo nesta sociedade do descartável. Ser forte é ser consistente e determinado o bastante para não incorrer em palermices e para nunca ceder ao difícil, afinal de contas se não fosse, não teríamos por que ser fortes.

Os maiores castigos que recebo, chegam de mim e pelas minhas mãos. A minha exigência e necessidade de ser a que faz, pode até consumir-me, mas como nem tudo é mau, pelo menos mantém-me nova, por dentro e por fora. Não sei quem decidiu que teria que ser eu a forte de serviço, mas a verdade é que já não questiono, nem reclamo. Ser forte tem vantagens, afasta os que me olham com receio de que desate a voar ou a subir pelas paredes sem corda. Ser forte afasta os que não sabem o que fazer comigo, permitindo que outros fortes se aproximem. Ser forte impede-me de me focar, demasiado, no que não consigo mudar e rapidamente me redirecciono e aos meus. Ser forte também me deixa capaz de amar com mais força e por mais tempo e mesmo que ainda não tenha encontrado quem me saiba e queira amar, a minha força não me deixa desistir.

Um dia, tu que és tão forte ou mais do que eu, vais saber onde estou e virás. Eu estarei à tua espera e saberei, assim que te vir, que és tu!

You May Also Like

0 comentários

Como terminam os meus dias?