Quando o tempo chega, chega mesmo!

Woman Sincerely Praying in Focus Photography
Feelme/Quando o tempo chega, chega mesmo!Tema:Sentimentos!
Quando o tempo chegachega mesmo. Chegam as pessoas e os lugares.  As escolhas materializam-se e tudo, mas mesmo tudo se encaixa.

Tu chegaste também, finalmente e após eu nunca ter desistido de ti, mas sobretudo de mim, porque se eu não te tivesse, a minha vida ficaria sempre pela metade. Acabaria em migalhas, com sabores emprestados e não é isso que visualizo para mim, nunca foi.

Olharmo-nos foi o que fizemos durante o que pareceu ser uma eternidade. Eu estava receosa de como seria voltar a tocar-te, sentir o cheiro que me fez fechar os olhos e recuar uns quantos anos. Incrível o poder dos sentidos. Estás mais velho, estamos os dois, mas o olhar é o mesmo. O sorriso que me abriste, como que para me reconfortares também é o que recordava, és tu sim e estás à distância de um toque, estás aqui hoje.

- Que saudades tuas, continuas uma mulher lindíssima, não, não é verdade, estás muito mais ainda.

Tive que me deixar rir, envergonhada e surpreendida pela tua abertura e pela forma natural com que o disseste. Eu, a que nunca se cala, a que tem sempre resposta, não conseguia articular uma única palavra, só te queria ver, ouvir e sentir.

- Anda cá, deixa-me abraçar-te pequenina.

O resto, bem o resto fomos nós. Foi tudo o que antecipámos, mas que também adiámos com medo da vida, da intensidade e da sensação de nos perdermos em desejos muito para além do que somos. Perdas irremediáveis de tempo. Vamos ver o que conseguimos recuperar e de que forma ligaremos o elo que parecemos ter quebrado, ou adiado. Vamos ver. Agora preciso de sentir e de perceber se és o homem que vi, algures num tempo que já confundo, que talvez até fantasie como me diz alguém próximo com a finalidade de me "acordar".

Acordada. Será que estive desta vez?

You Might Also Like

0 comentários

O que quero agora!