Do que é que precisas?

blueprint, brainstorming, bulb
Feelme/Do que é que precisas?Tema:Sebntimentos!

Do que é que precisas e como te posso ajudar a continuar?

Perguntaste-me se seria capaz de esperar por ti, se já teria aprendido a amar-te devagar, e eu respondi-te que sim, por isso esperei, e aceitei muitas respostas vagas, muitos silêncios carregados, nos quais te conseguia ver numa outra vida, rodeado de pessoas que sempre fizeram parte de ti e das quais não te consegues libertar, nem queres.

Soube amar-te, por ti, sem que me tivesses trazido nada, vendo apenas o que precisava e olha que preciso de muito pouco, mas a verdade é que mesmo amando devagar, não sei, porque não me ensinaram, aceitar a tua incapacidade de apenas olhares para mim, sem me veres realmente.

Nunca me lembro de ter obrigado quem quer que seja, a fazer o que quer que fosse.
Aprendi a nunca forçar amores, apenas me dou e espero, como é meu direito, receber de igual forma.
Deixei que sentisses o sabor de quem ama e como se pode estar quieto, mas a ferver de desejo.
Acabei a ter, mesmo assim, o que estas letras juntam, NADA.

Fiquei sem pelo que esperar. Não consegui manter o que amava, nem depressa, nem devagar, talvez por nunca ter entendido o que precisas, ou por achar que precisavas de alguma coisa quando te tive a primeira vez. A realidade supera sempre, mas sempre, o que ficcionamos e é por essa razão que entendo que afinal nunca precisaste de nada, muito menos de mim.

Sabes o que me parte?

Nada. Eu apenas vergo e abano, porque nunca por nunca ser, digo o contrário do que sou e tenho. E quem sou eu afinal? A mulher que perdeste da mesma forma que encontraste, depressa, enquanto te amava devagar.

Sabes o que fazem os amores quebrados?

Dão matéria infindável para quem escreve, obrigada pelo por isso, quando os meus livros saírem, ser-te-ão inteiramente dedicados!