Estou de volta!

by - junho 18, 2017

Resultado de imagem para convento de cristo
Feelme/Estou de volta!Tema:Miscelâneas!

Estou realmente de volta e pareço ter vivido numa bolha durante dois dias e meio. O que tanto parecia precisar aconteceu realmente e foi, por incrível que pareça, às portas da minha casa. Abstraí-me das ninhas dores diárias e deixei-me levar, sem pressas, para um tempo bem anterior ao meu.

Depois de um gentil convite feito pela Biblioteca Municipal, Câmara e direcção do Convento de Cristo, alguns autores do concelho participaram de um seminário de escrita num ambiente completamente surreal. Nem eu de mente fértil seria capaz de imaginar um cenário tão digno de um romance épico. Pernoitar no Convento. Ter como guia o curador do nosso património mundial, o aquitecto Álvaro Barbosa, passando-nos explicações e histórias apaixonadas, comoventes devido a tanta entrega e verdadeiro respeito pelo legado dos que já pisaram cada pedra bem antes de qualquer um de nós, fez-nos sentir, a todos como os seres mais privilegiados do planeta.

Não estou a exagerar e muito provavelmente não terei forma de vos passar o que vivi, rodeada, horas a fio, de pessoas tão diferentes, mas igualmente desejosas de mais matéria e explicações do que até se explica. Estar em lugares que mais ninguém visita. Ver, com verdadeira atenção e entrega, os cantos e recantos deste grandioso monumento e deitar-me na cama à espera, porque vou ter que vos confessar que esperei sempre e até à última, que um Templário irrompesse de uma das paredes e se materializasse, foi viver uma experiência de quase fora de corpo.

Demos connosco a tocar as pedras. A olhar em silêncio o Claustro. A testar a acústica do auditório e a percorrer corredores intermináveis de pura arte e sabedoria. Demos connosco a confirmar o que já sabíamos, que afinal fomos um povo grandioso e totalmente capaz de deixar a nossa marca no mundo. Mas não foi apenas história, foram desafios literários bem desafiantes e complexos e foi a franca convivência em total despojamento, porque ali, nós não éramos os mais importantes, o que sairia de cada "pena" diria tudo o que valerá a pena manter para um futuro onde parte da nossa história será contada em muitas histórias.

Obrigada ao Universo pelo que proporciona aos de alma pura!

You May Also Like

0 comentários

Não consegui evitar, hoje não...