Os lutos!

adult, beach, black dress
Feelme/Os lutos!Tema:Sentimentos!


Tempos que precisamos de dar a quem já foi verdadeiramente importante, mas deixou de ser!

Os ex maridos e ex mulheres do século XXI, estão ainda a tentar perceber qual a melhor forma de se reorganizarem depois do que se quebrou, por norma decidido por um, e muito raramente por ambos, porque o amor termina. Porque se acumulam os desencontros, os desejos que deixam de ser em comum, os projectos que já não fazem sentido, os tempos em que se vão deixando de olhar, concentrando-se nas rotinas, reclamando de coisas pequenas e ocupando-se de não se ocuparem.

Os lutos deverão ser feitos, para isso o afastamento é obrigatório, e os timings de cada um religiosamente respeitados. Já estive numa espécie de limbo, quando eu mesma me separei, sentindo-me um pouco perdida na minha decisão da qual nunca duvidei, mas que me fez ver o lado esquerdo de tudo o que, com enorme determinação levara por diante. Senti muita falta física, dei comigo com saudades do cheiro do corpo que fora meu durante tanto tempo, tive momentos com enorme sentimento de culpa, com medos reais quanto a tudo o que envolvia, aparentemente, apenas o meu desejo, mas mantive-me à tona de água, recordando-me, as vezes que precisava, várias durante cada dia, que passara a ser eu a mais importante e que um dia tudo estaria, naturalmente no sítio certo.

Quem ainda estiver apenas no início deste fim inevitável, perceba que temos que nos permitir lutos, demore o tempo que demorar, e mesmo que nada volte a ser igual, no que diz respeito obviamente às relações cordiais e civilizadas, estaremos a dar a ambos o que a razão aconselha. para bem de todos os envolvidos e para a nossa sanidade mental. Teremos que soltar as amarras que o amor criou, mas que o desencanto quebrou. É possível continuar a amar para além do amor que deixou de existir. É possível manter no coração, quem já nos deu tanto, suscitou tantos desejos e sonhos e quem nos fez mudar de planeta para conciliar o inconciliável. É possível amar para sempre todos os que forem entrando, se os colocarmos no lugar certo em cada final, bastando para isso que se faça o luto devidamente. A sensação que sobrevive é de uma libertação que nos deixará tão em paz, que a seguir ser feliz passará a ser inevitável!