Quando amamos, estamos!

adult, bare, enjoyment
Feelme/Quando amamos, estamos! Tema:Sentimnentos!

Quando amamos, estamos! Não fui eu que disse, foi uma frase tirada de um texto do Carlos Filipe Santos, que por sinal escreve maravilhosamente, mas que é uma verdade indesmentível, isso é!

Quando amamos, nada, mas mesmo NADA, nos impede de estar, e de ficar. Então porque fogem tantos? Porque não amam, claro, mais simples que isto não poderia ser. Quando encontramos a metade de nós, quando alguém se torna especial, vamos entrando, devagarinho, de mansinho, até que não estar se torne demasiado doloroso e difícil de suportar.

Quem ama, quer TUDO e não se visualiza sem quem faz os seus dias clarearem, mesmo que cheios de nuvens. Quem ama, aceita o óbvio, e entrega-se ao motor de tudo o que lhe movimenta a vida.
Quem ama fica, até quando lhe pedem para ir, porque sabe ler e sabe ouvir as palavras que importam. Quem ama não desiste, não à primeira e não por ser difícil. Quem ama cuida, segura as mãos, regenera das quedas, dá colo e nunca aceita um não como resposta.

Quantos serão os afortunados a poderem dizer que encontraram o que procuravam, mesmo que não o soubessem, conscientemente? Quantos, poderão deixar de apenas deambular, por este mundo, tão pouco acessível aos de alma fraca, e sentir que regressaram a casa? Quantos, de nós, teremos quem nos ame, da mesma forma e com a mesma intensidade, deixando o que não importa deixar e seguindo para onde se deverá estar? Quantos adormecerão, a saber onde e com quem acordarão, e querendo ser realmente tocados, olhados e vistos a cada momento?

Quando amamos estamos, temos mesmo que estar, querendo-o sem imaginar mais nenhum cenário, e é isso que exijo de quem me consiga amar, porque eu sei que amo assim, porque de outra forma não conta, não importa, não serve. Se estou a querer TUDO, pois claro que sim, quando se pede deve ser em grande!