Quem foi que deixou de te ver, magoando-te?

Portrait of Woman Photographing
Feelme/ Quem foi que deixou de te ver, magoando-te?Tema:Sentimentos!

Quem foi que deixou de te ver, magoando-te e passando a cobrar-te o que jamais fora capaz de dar? Quem é que agora aponta o dedo a cada pedaço de amor que aparentemente já não sabes partilhar, mas que na altura servia tão bem?

Não te deixes no passado. Recusa-te a ficar no canto negro que passou a ser a tua existência, finca os pés na parede e ruma à tua liberdade. Mantém-te aqui, no agora, no que te pode dar o que tanto procuras. Renasce, reinventa-te, assume que afinal já não era assim tão bom e deixa que entre quem há muito te espera.

- Estou a olhar para ti e apetece-me beijar-te. Porque insistes em manteres-te longe de mim, dá-me uma chance, por favor!

Diz lá se não sabe bem baixar a guarda, descomplicando e deixando que nos toquem até que passe a ser natural? Nada como a pele para falar por nós, para nos chegar bem dentro e para nos curar de quem nunca poderia ficar, de quem nos iludiria, mas apenas por um período, porque até o amor que se diz cego já anda a ver melhor. Será da internet?  Às tantas modernizou-se...

Sabes porque te magoaram?

Porque permitiste. Porque baixaste a fasquia e porque escolheste acreditar no que até nunca viras, mas desejavas que existisse. Fantasiar alguém é um perigo maior. Ninguém é o que queremos nem como queremos. As pessoas são o que têm, e mesmo que o saibam esconder por algum tempo, a capa acabará a cair. Conheces a técnica para arrancar o penso rápido? Sim, é essa mesma, dói de uma assentada, mas no minuto seguinte o cérebro já se focou em algo bem mais produtivo. Se esperares, o amor volta a entrar.

Quem foi que deixou de te ver, magoando-te?

Quem nunca te viu!