23.1.18

Não se reclama do que já se conquistou!



Sabendo que sou uma afortunada e que tenho TUDO aquilo que preciso, decidi parar de reclamar!

Não se reclama de um amor que é nosso, que nos faz bem, que nos dá forças e motivação para continuar. Não se reclama dos desejos que nos consegue provocar, fazendo-nos sentir vivos e de coração a bater no ritmo certo. Não se reclama de tudo o que conseguimos dar de volta, porque o que recebemos movimenta-nos até a alma.

Já estamos no início de mais um ano e o anterior teve tanto de duro quanto de desafiante. Concretizei mais uns quantos sonhos e fui testada até ao limite. Testaram-me a resiliência, o amor próprio, a determinação e a capacidade de concretização, mas é de mais anos assim que preciso e pelos quais procuro. No entanto e porque nada é perfeito, o ano terminou meio vazio porque não estiveste, não te consegui trazer de volta. Já não tive como ouvir a única voz que quase me enlouqueceu, e que me carregou de paixão, mas também dos pequenos nadas pelos quais todos lutamos.

Prometo que vou parar de reclamar tanto, e que me vou focar no que representas para mim. Posso prometer-te a minha tranquilidade, a que já percebi que deverei ter, para que também te mantenhas tranquilo e para que possas voltar. Prometo que continuarei a lutar pelo que representas e que não desistirei à primeira. Se ao menos te pudesse ouvir prometer que me manterás a acreditar... Prometo que todo o amor que fizer terá apenas o teu corpo, e que se ele não vier, não procurarei nenhum outro.
Prometo que exercitarei, a cada dia, a mente, tal como faço ao corpo, para te provar, mesmo que longe que o melhor de mim fará melhorar o que já tens e eu consegui ver. Prometo que não me cansarei de te prometer que amar-te é o que preciso para não precisar de muito mais!