9.1.18

Porque queremos sempre o que não temos?

Eu quero esse chapeu!!


Porque queremos sempre o que não temos? Porque querer algo diferente de nós, do que somos e de onde estamos, é assim o que parece atrair-nos e fazer-nos mover. Mais, sempre mais um pouco, porque para muitos parar é pensar e pensar é ter que mudar.

Temos a casa com 3 quartos e sonhamos com a de 4, porque assim teríamos um escritório. Temos o carro que tanto custou a pagar, mas já espreitamos o Audi, o Mercedes, o... what ever. Temos o marido fiel, mas queremos o marido arrojado e já agora habilidoso na cozinha. Temos a mala Mark Jacobs, mas os olhos fogem para a Louis Vuitton.

Querer amanhã, sem viver hoje, no can do, no entanto parece ser esse o propósito, ou a formatação. Sonhamos com o que queremos alcançar e desvalorizamos o que já é nosso. Olhamos para a frente, e para cima, e raramente para o lado em que até já está o que antecipámos. Queremos o que não temos para encontrarmos forma de continuar por aqui, achando que aceitar e usufruir é morrer, mas mortos já estarão os que nunca encontram prazer em nada do que existe realmente.

Neste momento, agorinha mesmo, também eu queria um homem com o H no sítio, com charme, humor, tempo para mim, que me cuidasse, amasse e que me quisesse sem me sufocar. Neste momento queria o que não tenho, mas julgo que até já merecia!