7.2.18

Dias que nunca são iguais!

Defocused Image of Sun Reflecting in Water

Dias que nunca são iguais, não agora e apenas porque tu já estás em cada um. Para os dias correrem, para que tudo o que tenho para fazer seja feito, basta-me acordar e pensar em ti. Nada mais simples, nem tão natural. Os meus dias nunca são iguais, eu não permito, nem o tempo, nem tu, de cada vez que me recordas que sou eu e que sentes da mesma forma. Os meus dias não poderiam ser iguais, sobretudo agora, que tenho no meu "colo" mais um, e que sinto vontade de dizer, a todos quantos me conhecem, que a minha viagem finalmente começou.

Sonhar, desejar e depois concretizar, são momentos distintos e obrigam a movimentações, porque se nos paramos o medo cola-se, as perguntas avolumam-se e voltamos, rapidamente,  à nossa zona de conforto.

Se tenho abertura para novas músicas, para lugares que ainda não vi, para sabores exóticos e inusitados, porque não haveria de estar, totalmente, aberta a ti? Seria no mínimo burrice e acabaria por me impedir de ver a luz para além de cada estrela.

Tudo depende da perspectiva, da disponibilidade e do empenho que pomos numa nova relação, porque quando queremos alguém, todos os caminhos vão dar ao mesmo ponto, àquele onde tudo começou.Tudo depende do que queremos ambos, e até onde nos sentimos capazes de ir. Tudo depende da bagagem que estamos dispostos a largar, começando uma nova, do início, resgatando o que sobrou de bom, e despejando no esgoto, pessoas e coisas que nos impediram de sentir da forma certa, mantendo a nossa identidade.

Dias que nunca mais serão iguais porque os mudas e porque em cada pensamento e decisão, renovam a minha fé na humanidade, devolvendo-me a percepção de que só terei o que for capaz de dar. Dias que nunca mais serão iguais, porque a forma como sei que te amo, por si só, muda tudo o resto.