3.2.18

Posso até ter medos, mas apenas alguns!

@cromossomox saudade dormir junto


Posso ter medos. Já percebi que me são permitidos os medos que entram de forma a desgastar-me, mas que preciso de saber combater. Obrigada a "ti" que hoje me soubeste ouvir ler, porque não sou sempre feita de coragem, tenho a humanidade dos restantes seres humanos e as fragilidades que me gelam os movimentos e me fazem ter vontade de desistir, de escolher o mais fácil, de deixar ir quem parece ter-se distanciado há muito, mas deixando-me a dor que parece não me querer abandonar.


Gostava que fosse diferente, não queria ter que te provar nada e pagava para não pensar, a cada segundo, sobre se o que fazes é agora diferente para que passe a ver-te com um outro olhar. Gostava de te ter aqui, de te tocar, provando-te que ainda te quero como antes, que o amor que sinto é sólido o bastante para te envolver e conseguir que me ames também. Gostava que fosses tu, algumas vezes, a vir até a mim, para que acalmasses este coração que apenas bate por ti. Gostava que me dissessem que não tenho razão, que estou apenas a reagir ao que me escurece por dentro. Gostava de sair da minha pele e de perceber a tua.

Tenho medos, já os identifiquei, mas não os quero por perto. Quero que mos levem, mas que te deixem ficar, porque se estiveres comigo sou diferente, mais corajosa, e ainda mais capaz do que vamos precisar para continuar. Estamos a ser testados, e para vencermos esta batalha é bom que nos mantenhamos juntos o bastante, perto mesmo que a quilómetros de distância, e que não desistas de mim, mesmo que te peça, porque enquanto falar, de cada vez que gritar que me cansei e que não quero mais, apenas estarei a sentir medo.

Estás-me tatuado, será que o consegues perceber? És o homem que me preenche e que faz o sangue circular nas veias. É contigo que visualizo a vida que nunca tive antes.

Posso ter medos, tal como os terás tu, mas cabe-nos, aos dois fazer com que fiquem cada vez mais pequenos, provando-nos, um ao outro, que não têm razão de existir. Eu prometo que vou tentar com mais força, promete-me tu que não desistirás de nós e isso vai ter que me bastar por agora e até que te volte a sentir.