19.4.18

Todos temos um tempo!

{Pinterest// Sadie Joyce}


Todos temos um tempo, assim me dizia alguém, hoje!

Temos um tempo para entrarmos em alguém, deixando-nos entranhar o bastante para que o antes deixe de ser importante e até de existir. O que passamos a querer, é mantermo-nos assim, a querer como nunca o fizemos. Temos um tempo para que a outra pele se misture com a nossa e nos saiba aos sabores que passaremos a reconhecer. Temos um tempo para ouvir com atenção cada palavra e para sentir que fazem sentido. Temos um tempo, o nosso, para nos pararmos do que não correu bem e para recomeçarmos num começo que nos levará longe, para o amanhã que antecipamos com a outra metade de nós.

Sei agora que não te ter me enlouquece e impede de viver. Sei que não será igual se te perder. Sei que nada mais me importa se não estiveres onde também. Sei que as músicas que oiço, cada uma delas vezes sem conta, apenas contam se falarem de ti. Sei de muitas das coisas que me enlouquecem, mas nenhuma tão intensa, tão assustadora, nem sequer tão dolorosa, como não estares comigo.

Todos temos um tempo, sobretudo para que se saiba que  amar e ser amado é o que realmente importa.