2.5.18

Perguntem que eu respondo!



Mudar eu mudo, tantas vezes quantas possa e entenda ser necessário, por isso mudei, outra vez. Já sou para lá de profissional. Já consigo antever o que vai acontecer e esperar pelo inesperado. Nunca é fácil e não vou dizer que se vá tornando, há medida que as mudanças aumentem, mas o antes, a preparação para o dia D, já tem uma estrutura definida.

Quantas vezes já me mudei? Perguntem que eu respondo. Nops, não me atrevo, mas adianto que foi para lá de muitas. O que posso responder é que a cada mudança procurei melhor, ter mais e subir uns quantos degraus. Não foi sempre assim, porque por vezes até os maus nos surpreendem e conseguem ser ainda piores, mas a carapaça fica mais dura e na luta passo a ter mais armas e eventuais meios de defesa.

Mudar muda-nos os pólos, também os baralha, confesso, mas por vezes até passam a enquadrar-se melhor, activando a perspectiva da coisa. Sou, por que me fiz, muito mais organizada, diminuindo o que não tem que caber, para excluir o que não nos faz falta e o bom de tudo isto é que sou eu a determiná-lo. Acreditem que não tenho como vos descrever o prazer que me dá desenvencilhar-me da "tralha". 

Com tanta conversa certamente que já perceberam que me voltei a mudar. YES, mas desta vez soube-me pela vida. Deixei para trás gente cáustica, azeda e desprovida de conteúdo. A viagem foi mais longa e ainda não terminou, mas foi a certa e senti na altura, tal como sinto agora, que mudar é o que me muda para melhor.

Se vou continuar a mudar? Perguntem que eu respondo!