31.3.13

Vidas, Filmes, Amores e Desamores...





Os filmes são assim mesmo, espelham o nosso outro lado, mostram-nos actos de verdadeira coragem, nos quais por vezes nos revemos, ou com os quais arranjamos forças, e justificações para prosseguirmos algo!

Em dias assim, cinzentos, chuvosos, sem ninguém por quem e com quem me aninhar, fico receptiva e ver e rever filmes que mexem com o meu interior de alguma forma.

Fantástico o poder de uma boa imagem ou acção. Eu acredito que podemos adaptar-nos, mudar percursos, aprender, sermos melhores, mais arrojados. Filmes também são vidas, inventadas ou não, amores e desamores que em vez de magoarem, deverão servir para nos fazer crescer, querer mais e melhor, sempre.

Não tenho um filme da minha vida, vou tendo vários no meu percurso, cada um se adaptando ao que experiencío no momento, cada um mais igual a mim, ou não. Vou-os coleccionando e até usando nesta ou naquela fala, em pedaços e momentos que irei guardar sempre, qual "grand finale".

Films are also lives!

30.3.13

Sozinha!


Feelme/Sozinha! Etiquetas: Sentimentos!
Imagem retirada da internet

Sozinha! Não gosto, não é fácil, tem dias absurdamente amargos, sobretudo aqueles em que vejo casais que se amam, que partilham espaços e sonhos.

Faço este percurso há algum tempo já, apenas eu, movendo-me ao meu ritmo, mas ansiando por alguém que me faça parar e querer de outra forma. Alguém que esteja à minha espera e com quem possa comparecer a locais onde todos os outros vão e estão.

Começo a desejar, a ansiar até, que o telefone toque e tu, quem quer que sejas, estejas do outro lado da linha e me chames, me leves até ti e me dês a mão e um sorriso mal te vislumbre. Começo a desejar por um colo, por abraços fortes, cheios de desejo e vontade de mim.

Estou sozinha há demasiado tempo e talvez por isso comece a desesperar por ti!

Matar-te de Amor!



Matar-te de amor, é o que consigo fazer em cada dia que estamos tu e eu!

Este fim-de-semana é nosso, vamos usufruir de todos os pedaços, vou-te amar em todos os lugares por onde passarmos, quero e preciso que me toques, abraces, envolvas...

Está sol, dentro e fora do nosso mundo, vamos por isso passear à beira-mar, vamos-nos olhar sem falar, sentir a brisa, o ar, os sons da vida que queremos corra para nos dar tudo o que vimos esperando.

Estes dias serão apenas nossos, existem pedaços de tempo que apenas importam porque te sei comigo.

Anda que te vou matar de amor!

29.3.13

Strong Women!

Feelme/Strong women!Tema:In English!
Imagem retirada da internet

Sorry for this post, but it had to come out in English!

I sometimes feel too strong, too powerful to endure this tough world, I know I have to trust my voice, find my way, and move on.

Around me I can sense and see people who just want to rule my world, to put me down, to try and make me do what they see as right, but I have a voice now. When no else is around I look inside myself, I feel the strength and I keep on walking.

This life has been a long journey, but I am learning, I know now that no one can stop me, I am me, myself I and know exactly where I want to go and be!

28.3.13

Our days!



Cheguei cheia de pastas, portátil, telemóveis e iphones. Tinha-te prometido que tiraria dois dias apenas para nós os dois e ali estava eu, antes de ti, ansiosa por me mudar e te receber como mereces, vindo directa do trabalho que tanto me consumia e me roubava de ti.

A Cottage de madeira já tinha a lareira acesa, o vinho no gelo e as pétalas espalhadas pela cama que eu sabia não iria resistir muito tempo ao nosso desejo.

Toda a minha roupa tinha sido escolhida ao pormenor, até a lingerie, mas agora decidira esperar-te sem pudores, precisava de te surpreender, tu conhecias bem as minhas inibições, e por isso mesmo, por ti, despi-me de manias e de toda a roupa que cobria o meu corpo que tanto desejavas.

Quando te abri a porta, vi os teus olhos brilharem de espanto, sorriste para mim, deixaste cair o casaco e as chaves do carro, fechaste o mundo lá fora e trocaste comigo um beijo doce, quente e ansioso que me fez mergulhar no nosso momento, tudo deixou de girar, apenas nós contávamos.

- És linda, o teu corpo enlouquece-me, é tão perfeito que deveria ser-te proibido cobri-lo.

As horas pararam, dei-me completa, suguei a tua vontade de mim e quis-te com a mesma intensidade. Bebemos o vinho frio que derramavas para me lamberes e sentires a minha pele que se recusava a entender tanto querer. O calor fundia-se com o frio que vinha de bem fundo do meu ser, tudo por temer que este momento passasse, que tu deixasses de me querer, de me tocar, de entrar em mim, de me achar a mulher mais maravilhosa da tua vida.

A cama deixou de ser suficiente e percorremos todos os pedaços de chão, enrolando-nos nas toalhas que fomos molhando, uma e outra vez, sempre que corríamos a limpar o corpo dorido, quente, e nunca saciado.

Nós sabemos que precisamos de dias assim para nos enchermos de nós, para carregarmos as baterias de um amor que começou recente mas que já tanto nos tem trazido.

Agora sei que vou procurar mais momentos assim, que vou encontrar tempo e espaço para te pertencer inteira, sem receios, sem relógios. Sei que te vou mostrar a minha faceta de mulher que está a aprender a agradar-te, que te quer proporcionar o que esperaste por ter. Tudo o que sei e como sei foi contigo e por ti.

- Amo-te tanto que toda a minha vida para trás deixou de existir.
- Vem cá pequenina que te mostro o quanto te amo eu.

Se não te tiver...

Se não estás por perto, os meus dias são tão cinzentos quanto o sol que se tem recusado a voltar!



Neste momento da minha vida, já não preciso de procurar mais, em nenhum outro lugar, porque te encontrei, já entraste no meu percurso, percorreste os meus caminhos e esbarrámos algures no destino que nos mantém juntos.

Temos tido dias de verdadeira descoberta, de nós, do desejo que os nossos corpos retêm, de tudo o que ainda estamos para nos dar. Tudo faz sentido quando te olho, o meu desejo não se acalma, todo o meu ser grita por ti, e apenas contigo se acalma. É contigo que aprendo como cada dia se pode prolongar para além de nós, da nossa visão de futuro.

Se não te tiver, não consigo ver com clareza, as manhãs acordam sem que o meu corpo se aceite. Escorrego para um duche que prolongo, para me tocar, para te recordar, para te sentir mais próximo voltar a ter todos os momentos que partilhámos.

Sinto-te por trás de mim, esfregas as minhas costas, deixas correr a água lavando-me por dentro, o corpo e a alma. Sinto-te homem, imponente, vivo, sequioso da minha boca que arrebatas. A água mistura-se com o nosso prazer, com a nossa saliva, abafa os meus gemidos, limpa-nos de nós mesmos.

Fazer amor contigo é muito mais do que poderia querer ou sequer imaginar, ensinas-me a gostar de mim, conheces o meu olhar quando ele te implora por mais, sabes onde e como tocar-me para que te aceite sem reservas.

Sei que não sou nada se não te tiver, hoje e sempre...

27.3.13

Ter-te bem dentro de mim!


Feelme/Ter-te bem dentro de mim!Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet
Ter-te bem dentro de mim. Como será o sentimento, de que forma te olharei e tocarei quando te vir?Sinto um desejo incontrolável de ser de novo abraçada por ti, de sentir o corpo que reconheço e de me aninhar. Quero e preciso de pele, de cheiro, de beijos. Consigo arrepiar-me só de imaginar os teus lábios junto ao meu pescoço, descendo e subindo até me apagarem a boca. Os teus beijos são com o sabor que me alimenta, tê-los foi sempre perder-me no tempo, deixá-lo passar veloz, devagar, não contar, não olhar, não pensar, apenas ter e sentir.

Estou ansiosa pelo dia em que nos poremos à prova, em que finalmente acabaremos a fazer tudo o que nos tem enlouquecido neste período de espera. Já te imagino na minha cama, os teus lábios a percorrerem o meu corpo suado, trémulo, as tuas mãos irrequietas, as pernas que abro e entreabro para que me mates de prazer, todas as posições que faremos e inventaremos para nos satisfazermos.

Quero que me magoes de prazer, que entres em mim, uma e outra e outra vez. Quero sentir o teu peso, olhar-te nos olhos e ver o teu prazer, quero dar-te tudo o que sei tens fantasiado até hoje.

Estou à tua espera, toda a minha essência te espera, e já nem os meus movimentos controlo mais, estou a entrar em modo desespero, as minhas entranhas reclamam por ti, reclamam pelo que tenho deixado de ter e de sentir apenas porque o desejo contigo.

Ter-te bem dentro de mim, agora, era o que precisava para deixar de precisar de ti assim... 

26.3.13

Entrega... descoberta...prazer...



As relações dão trabalho, é um facto, mas se não investirmos, morremos, porque tudo agora é mais pele, mais sentimento, as pessoas querem tudo aquilo a que têm direito. Amor, entrega, sexo com qualidade e imaginação.

Fala-se muito no BOOM comportamental das mulheres, que elas agora são mais exigentes, mais leoas, que se atiram, que escolhem, que isto e que aquilo... Então agora vamos às partes boas, porque elas também existem:

As mulheres já procuram ir de encontro ao prazer do companheiro, de ambos, fantasiar, sentir, mostrar, surpreender. As mulheres já se cuidam mais, olham para si de forma a conseguirem estar bem e a seduzir, beneficiando inevitavelmente o parceiro. Quantas mulheres já não se aventuram no universo dos objectos de prazer, comprando-os, usando-os? As mulheres estão mais soltas e abertas a novidades, descobriram que o ponto G existe mesmo e querem sentir o milagre de um orgasmo, e digo milagre porque muitas nunca o experienciaram, por incrível que possa parecer. As mulheres estão aí, para serem parceiras por inteiro, para darem e receberem na mesma proporção.

Do que se queixam os homens afinal?

Clube do divórcio!


Resultado de imagem para divorciados
Feelme/Clube do divórcio!Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet

Que tal formarmos um?

Certamente que iríamos beneficiar imenso com a partilha de experiências, evitando a repetição de erros que tanto nos podem custar. Bloqueávamos a solidão que por vezes se instala, os receios, na maioria das vezes infundados, do falhanço, a junção de esforços e de forças...

Cada dia mais divorciados, mais gente cansada de abdicar de si mesma, de deixar de ser um para se mesclar em dois. As mulheres, sobretudo elas, querem e desejam mais da vida e dos companheiros, ou vêm com o pacote completo, ou não existe mais essa história do aguentar, do resistir, abdicar, olhar para o lado e fingir que não se sente, que não se é!

Eu sou das que acredita que ou se gosta tanto do outro como de nós mesmos, ou então não adianta, não vale a pena. Iremos inevitavelmente acabar em caminhos distintos, cansando-nos de não ter...

Bem, se alguém se oferecer eu serei membro, e ajudarei no que souber e puder, sobretudo com palavras!

23.3.13

Danny...



O João chegara de mais uma viagem, mas desta vez a casa estava vazia, silenciosa, as janelas não deixavam ver o mar do outro lado, o cheiro da Danny já não se sentia mal a porta se abria. Ele escolhera outro percurso e acabara a desejar nunca a ter abandonado. Descobrira tarde demais que era ela a mulher que o poderia fazer feliz, a que mexia e remexia com todo o seu corpo e ser!

O duche parecia não querer terminar, a água não estava a conseguir lavar a enorme mágoa de a ter perdido, o desejo de a apertar uma vez mais, de a possuir até que lhe implorasse para parar, ainda conseguia ouvir a sua voz, quente, cheia do desejo que tinha por ele. Quando dançava para ele, quase o enlouquecia, olhar para o seu corpo escultural, torneado, as pernas que entreabria e que lhe recordavam do quanto era sua, de como a possuía uma e outra vez sem nunca se cansar, era um mulherão e era sua, fora sua, perdera-a...

O copo de whisky, agora sem gelo, não o satisfazia, não lhe apetecia beber sozinho, não ter palavras para partilhar, não ouvir a música que ela sempre punha alta para espantar os espíritos. Nada tinha vida, interesse, nada importava mais e a cama ainda desfeita jamais voltara a ser usada. Agora era no sofá, com as noites em claro, que recordava cada sessão de sexo tórrido, cada suspiro, o suor que lhe escorria dos seios que nunca se cansava de beijar, de tocar. Quando a Danny gemia o seu mundo virava-se do avesso, como fora capaz de a perder, de a deixar ir, de não refrear o seu enorme egoísmo, de querer o melhor dos dois mundos descurando o mais importante.

Pegou no telefone, respirou fundo e fez o que já não conseguia controlar.

- Sim boa noite, quem fala?
- Olá Danny, sou eu, podemos conversar?

22.3.13

Estou a recordar-me de ti!





Os dias estão mais longos, mais apetecíveis, e acabou de começar a estação do ano na qual nos conhecemos. Inevitavelmente me recordo de ti, com mais intensidade, vontade de retomar do ponto onde ficámos.

Recordar-me de ti faz-me tão bem, aumenta a minha capacidade de sorrir involuntariamente, de me sentir mais desejável, mais mulher. Recordar-me do que fomos, dissemos, dos lugares onde estivemos, apenas eu, tu e a vida que jurámos construir é o que me permite continuar.

Fizeste-me sempre tão bem, conhecias-me mesmo sem que eu falasse, entendias-me, procuravas o que eu queria e não cobravas, nunca, o que não sabia ainda dar-te. De mansinho chegavas lá, e eu aprendia a dar mais um passo, contigo, no teu colo, com o teu cuidado.

Espero que estes dias mais longos também me devolvam a serenidade, e que acabe a sorrir mesmo sem ti, se não te poder voltar a ter.

Recordo-me de ti!

21.3.13

I don´t wanna lose you!



I don´t wanna lose you! É a canção da Tina Turner e reflecte bem o que penso. Não te quero perder, não agora que te encontrei, que te tive e que o teu toque fez o meu corpo encher-se de vontade de nunca mais sair do teu.

Perder-te é o que não me vou permitir, nunca mais deixarei de dizer o que sinto por ti, como o sinto, o quanto te desejo e quero por perto, na minha vida, para te dar o que ainda não tiveste. Não sabes o quanto te poderei encher de mim, do que te fará feliz. Comigo sentirás que os universos se encaixam, que rodam na órbita certa.

Um olhar teu, uma palavra vinda dos lábios que tanto desejo beijar, beijar até que se me queimem os meus e os meus dias passarão a correr velozes. Contigo o amor é real, natural e verdadeiro.

Não te quero perder, não agora, nunca mais. Se partires irei contigo, bastará que me olhes e eu entenderei, aceitarei, estarei aqui.

I don´t wanna lose, I just wanna hold on to this true love!

FEELME!



A forma como me sinto cada dia mais, tem-me mudado, melhorado, tornado uma pessoa mais atenta a mim e aos outros!

Ser, ter, olhar, querer... que vida maravilhosa, é possível, acreditem em mim, basta sintonizar, sonhar alto, pensar no que desejamos. If I can dream it, I can do it!

Cheguei ao aconchego do meu lar, ao sítio onde sou sempre eu, sem máscaras e dancei, ainda estou a dançar, a sentir-me, a mover-me, a perceber como funciona o meu corpo, o que espero dele, o que me consegue dar.

I can feelme, I hope you can, too!

20.3.13

Dia do Blogueiro!


Feelme/Dia do Blogueiro!Tema:Miscelâneas!
Imagem retirada da internet


Dia 20 de Março!

Hoje é o dia de quem posta palavras, vidas, ideias, tudo o que possa influenciar, espero que positivamente, o mundo dos outros.

Este, o mundo dos blogs, é parte do meu agora, escolhi usar a melhor arma que possuo, para derrubar outras, para mudar conceitos. Pretendo continuar por estes lados muito tempo ainda, enquanto me der prazer e preencher os meus dias.

Um bom dia para todos os blogueiros do mundo!

19.3.13

Assim torna-se difícil...


Feelme/Assim torna-se difícil...Tema:Sentimentos
Imagem retirada da internet

E agora, habituar-me a esperar pelo dia seguinte? Assim torna-se difícil...

Já sei que estás desse lado, que me chamas e falas diariamente, que estás atento aos meus dias e desejos, mas quando não te tenho, quando não conseguimos estar "três milhões" de horas ao telefone, fico em baixo, com menos carga elétrica, com mais vontade que o dia termine rapidamente.

És o meu vício, não consigo deixar de te sentir, querer, sem ti nada me importa, e os meus esforços ficam no mínimo. Sinto que salto períodos de tempo, que passo apenas a recordar o que te inclui, o que me mantém viva. As nossas gargalhadas são reais, as palavras têm sentido, emoção, prazer, tudo o que passámos a fazer nos inclui.

És tu, escolhi-te algures no tempo e não vou desistir de te ter, sempre, comigo, nos meus planos, na minha vida!

Li-te...


Feelme/Li-te... Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet

Ainda não te ouvi, nem senti, ou sequer cheirei, mas já te li. As teclas trouxeram-te até mim!

Pela primeira vez, desde há muito tempo, conversámos, soubemos de nós, partilhámos desejos e a vontade de estarmos juntos.

Sei que desta vez estarei inteira para quando voltares, que te mostrarei o quanto sou capaz de te querer, e de te encher de mim. Vou fazer o que sonhas, o que anseias, sem tabus, sem me retrair. Agora entendo e aceito que será natural contigo, que me andei a guardar para o dia em que estiveres de frente a mim, imponente, sequioso da minha boca, do meu corpo, porque a alma e o coração já estão do teu lado.

O que é o amor? Perguntarão alguns. Para mim é a capacidade de querermos o melhor de nós para o outro, de o desejarmos feliz e completo, de o sentir no corpo e na alma qual tatuagem que se escolheu com carinho e para a vida. Eu quero amar assim, e ter um amor igual de volta. Fiquei exigente? Que bom, mereço e quero!

Ainda não te ouvi, mas já quase que que consigo escutar o teu timbre grave, a tua voz já balança dentro de mim, chamando-me. Vai concerteza ser um mês longo, mas valerá a pena, e no dia em que te tocar, reconhecer-te-ei. Eu sei que és tu, sempre soube!

18.3.13

Azul e mais azul!



Feelme/Azul e mais azul!Tema:Me!
Imagem retirada da internet

Azul e mais azul! É esta a cor que muda a minha vida, o meu estado de espírito, o meu ânimo e o desejo de passar para o outro lado do oceano.

Gosto do azul quando o céu me presenteia com a lua.
Gosto do azul do mar que me trás paz.
Gosto do azul que envolve quase todo o nosso planeta.
Gosto do azul em todos os tons possíveis e imagináveis, na roupa, acessórios, livros, em tudo e tudo.

O azul é a cor da minha alma. O azul mistura todos os meus desejos e passa-me a vontade de fazer mais e melhor. desejo, O azul acalma-me e revigora-me. O azul torna-me dependente de todas as variações, porque gosto de cada uma.

Let´s blue me!

17.3.13

Quando...


Feelme/Quando...Tema:Me!
Imagem retirada da internet
Quando decidi começar a blogar, estava longe de saber a terapia gratuita que passaria a ter, o prazer acrescido em perceber como as minhas palavras poderiam proporcionar sonhos, reencontros, sons e cores. Agora quando deixo passar demasiadas horas sem teclar, sem deixar que a minha alma saia em forma de letras, sinto desconforto, solidão, deixo que a luz que procuro caia sonolenta.

Saber-vos desse lado, quem quer que sejam, dar-vos pedaços de mim, de vida, faz de mim uma Mulher de bem com a vida, mais completa.

Desejo-vos pequenos grandes prazeres, muitas conquistas e palavras, porque elas têm poder e podem mesmo mudar tudo.

Obrigada!

Onde estás?

Feelme/Onde estás? Etiquetas: Sentimentos!
Imagem retirada da internet

Estou a olhar para dentro de mim agora e para o que tenho, para o que consegui construir sozinha, e sinto o meu coração cansado de querer o que não tem!

Where are you now? 

O que é que eu mudaria se soubesse? Mudava a forma como deixei de te dizer o quanto és importante para mim. Quis ser a menina bem comportada, a que diz apenas o que está correcto, e o tempo não se compadeceu de mim e levou-te para onde não sei, para onde não te encontro. Levou-te e contigo parte do que importava, levou a minha vida e agora, sentada no meu sofá, sozinha, cabisbaixa, olho para o que conquistei, mas o sabor é amargo, não carrega sucesso, apenas dor e desgaste.

Where are you now?

Não sei quando irei ouvir a resposta, mas estou pronta para a receber e para mudar tudo o que fiz de errado. Desta vez sei que estou, e que direi apenas o que sinto, quero e o que fará o meu coração cansado, feliz.

15.3.13

Brincos!

Feelme/Brincos!Tema:Contos!
Imagem retirada da internet


Adoro jóias, é um facto. Sobretudo e especialmente brincos. A minha ourivesaria favorita devota-me um tratamento VIP, e sempre que chegam exemplares daqueles que me enlouquecem a cabeça e a carteira, enviam-me um sms maravilhoso - "New jewls for our best one". Eu babo-me toda e vou a correr arejar as notas.

Assim que entrei consegui logo ver-te, para além de alto, tinhas um perfume que me invadiu e fez arrepiar. Mal te viraste, perante a forma efusiva com que fui recebida, pude verificar que tinhas olhos cor de mel, rasgaste logo um sorriso e olhaste-me de alto a baixo, no entanto não me mostrei incomodada e mantive o olhar firme até os teus olhos voltarem de novo aos meus. Acenaste com a cabeça e eu retribui com um sorriso.

- Olá Patrícia, recebemos uns brincos lindos, a sua cara.
- Não será mais a minha carteira?

Rimos ambas, a Carlota e eu, e fui de imediato levada para o gabinete das provas. Experimentei dúzias, entre brincadeiras e comentários acerca do galã que comprava, com ar de grande entendido, uma pulseira de mulher.

- Conhece-o Carlota?
- Sim claro, é cliente assíduo, e dos bons também.
- Casado?
- Ai ai...
- Tonta, é bonito demais para estar sozinho.
- Conheço uma mulher igualmente bonita e que está só. Não Patrícia, é divorciado e não, não tem namorada, a pulseira é para a sobrinha que teve um bébé.

Experimentei uns quantos pares e fiquei indecisa entre dois, um de ouro e outro de prata com zircónias.

- Não sei Carlota, gosto dos dois, mas quero levar apenas um.
- Posso ajudar?

A voz era grave, mas tranquila, agradável. Olhei para trás e sorri concordando.

- Deixe-me colocar-lhe os que considero lhe favorecem mais.

My God!! Ficou tão próximo de mim que o conseguia ouvir respirar, as suas mãos tocavam-me e o seu corpo parecia querer unir-se ao meu. Eu estava de costas para o balcão e nem pestanejava. Vou desmaiar, desatar a tremer...

- Pronto, estes é que lhe ficam bem e realçam os olhos azuis. Está linda!

Saí da loja com brincos novos, a auto-estima em alta e um cartão com um número de telefone que certamente me irá trazer, ou muito prazer, ou muitos amargos de boca. Veremos.

Que venha o fim de semana!

Feelme/Que venha o fim de semana!Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet
Que venha o fim de semana, está  fazer falta e é, por sinal bem merecido!

Estou a precisar de ter tempo para mim, de estar mais tranquila, e estarei porque hoje começam as férias da Páscoa, não serão 2 dias de azáfama e correria, porque na proxima semana acordarei menos stressada, os duches serão mais longos, o cuidado comigo maior, os pequenos-almoços mais elaborados. A minha prole estará toda a ressacar de noitadas a jogar e a ver filmes.

Esta sexta-feira antecipa uma moleza, um descanso psicológico, não pode é ser demasiado que me passo, mas serão dias bem menos a correr e isso também é bom. Ás vezes!

Para correr melhor, era poder sair para umas comprinhas, uns mimos que bem preciso. Ou ter algum romance no ar, um parceiro à altura, jantares melosos, e noites ainda mais quentes, viajar até lugares paradisíacos ...ok, sonhar não custa.

Ainda dizem que o dinheiro não dá felicidade, a falta dele é que não dá porra nenhuma!

13.3.13

Mulheres!

Feelme/Mulheres!Tema:Just women!
Imagem retirada da internet

MULHERES!

Cada vez mais poderosas, com força, orientadas, decididas, bonitas. Somos nós, todas, cada uma da sua forma muito própria, única.

Adoro ser Mulher, mesmo quando me sinto pior que cão, é feio dizer cadela.

Nós!



O "nós" só passou a existir há muito pouco tempo!

Não nos misturávamos, tínhamos caminhos distintos, zonas geográficas totalmente opostas, mas eis que agora...

Bom agora temos dois problemas para resolver. Não conseguimos estar um sem o outro, mas não somos livres. Chega a ser doloroso, não te ter, não acordar ao teu lado como quando ficamos nos mesmos hoteis, não sentir a minha mão agarrada pela tua quando vamos, sempre em movimento acelerado, nos taxis, alguns pretos, outros sem cor, mas sempre a transportar as nossas vidas. Partilhar o pequeno-almoço, rir do teu riso, roubar-te a torrada melhor, coberta da manteiga que adoro, como te adoro a ti!

Não sei como vamos prosseguir, consertar, arrumar, resolver, mas para já fica assim, tiramos o melhor de nós, do que já vivemos, passamos a ter histórias em comum, a conhecer as que já construímos, passamos a ter uma voz, aquela que reconhece o outro como sendo quem se procurou.

Entraste na minha vida e eu na tua, agora não há como parar, eu sei que não quero, que não devo, que a simples ideia de te não ter faz os meus dias escurecerem, ficarem penosos. Passei a sentir-me iluminada, completa, a tua mulher.

O "nós" já faz parte do meu vocabulário!

6.3.13

Primavera...mais cor




Sinto mudanças diárias em mim, e isso vê-se até pela forma como me visto!

Uso e abuso de cores, larguei um pouco o preto integral e sinto-me confortável. Interessante como me ilumina o rosto e como fico mais visível para os outros.

Hoje fui de azulão, brincos grandes, e já decidi que vou tirar do roupeiro os vermelhos, verdes, laranjas.

Primavera me aguarde!

4.3.13

Sozinhas e Sós...

Feelme/Sozinahs e sós...Tema:Just women!
Imagem retirada da internet

O ser humano não foi feito para estar só, sozinho ainda vai, mas sem alguém para partilhar até pequenos nadas, isso já é mais dificil.

Ontem, e porque as mulheres não sofrem de inibições no que concerne a falarem de si, do amor, de tudo, eu e a minha amiga Ana, fomos unânimes na descoberta de que já precisávamos de ter alguém, no coração, no espaço para além da casa, da família, ter com quem poder jantar, discutir assuntos, passear, namorar. Ohhhh que bom seria voltar a namorar!

Agora vem a parte complicada da coisa. Após décadas de relação, ficámos exigentes, inconformistas, subimos a fasquia e achamos que devemos e merecemos. Para mal, então não, obrigada.

Até ao dia em que se dê o clik, em que se fixe o olhar e a vontade de amar noutra pessoa, até esse dia chegar, vamos armando ou desarmando defesas, o tempo o dirá, mas que queremos, isso queremos!

3.3.13

Made in Jersey!



Estou a adorar os episódios, reavivaram a minha vontade de ser advogada, já faz...séculos!

Se já em 1990 não existissem em Portugal mais advogados do que no Japão, eu teria arriscado na carreira, no entanto certamente que iria acabar desiludida, a minha ideia de advogar não é a que se pratica no nosso adorado país à beira-mar plantado.

Vou-me agora deliciando com o que acredito ser a verdadeira forma de advocacia, e revend-me na minha concepção de justiça!

Ontem!




Encontrei-me com a Clara e estivemos a por a conversa em dia. Vi-a gritar por mim enquanto passava pela montra da pastelaria, e mesmo tendo a marcação para a cabeleireira, corri para nos mimarmos um pouco. Arranjamos sempre que podemos, forma de falarmos de nós, de nos por-mos à prova e de pedirmos apoio e conselhos. Gajas!!

Ouvindo-a falar da relação que mantém com o Artur, fiquei a pensar em como nada do que partilho com o Jorge será minimamente próximo, e em como afinal apenas "sobrevivemos", não mudamos, inovamos, criamos espaço para o outro se encher de prazer, ser mais feliz e completo. A culpa, a existir, não será totalmente dele, eu tenho que aprender a verbalizar o que sonho fazer, a forma como pretendo ser tocada e amada, o que entendo ser uma verdadeira relação entre duas pessoas que se quiseram mal se conheceram. Vou ter que inovar, crescer como mulher, ir até onde a minha vontade dele me levar.

Nunca, até hoje, deixámos de nos amar fisicamente, de nos procurarmos, mas tem sido sempre tão normal, tão morno, habitual.

Hoje fiquei a pensar o que pensará ele de mim, passo a redundância. Será que me vê como uma peça de vidro à qual não pode tocar com demasiada força, com  medo que quebre, que me magoe?

Vou ter que lhe gritar quando estiver nos seus braços, que o quero imponente, que mande, que me diga como e quando fazer tudo o que agora imagino realmente deseje. Onde estive eu, a mulher que ele escolheu, todos este tempo? Porque razão, e já com muito mais do que os 28 anos que tinha quando me carregou ao colo e sussurrou que iria ser para sempre, ainda não me libertei da educação castradora que sofri? Eu sou a que partilha toda a sua intimidade, que sabe como fica excitado com apenas um beijo quente que lhe dou quando o pretendo provocar, como toca nos cabelos já grisalhos sempre que não sabe como me encher de mais prazer, de como olha o meu corpo com aprovação, mesmo após todos estes e anos e 2 filhos depois, como o meu toque no seu peito torneado o enlouquece. Deveria ser eu também, a que lhe permitisse crescer na relação física, não se "encolher" perante o receio de estar a ser demasiado para a frente como dizem os jovens hoje.

O meu homem teria que olhar para mim como a mulher que o consegue enlouquecer na intimidade, a quem ele ouvisse gritar palavras que jamais repetirei em publico, e gozarmos os dois com o que fomos criando estes anos de muita felicidade, de alguns encontros e desencontros.

Enquanto sentia os meus cabelos massajados pela Tânia, fui-me revendo e acabei a sorrir perante a mudança que alguns minutos tiveram na minha existência. Voltei para casa mais confiante e capaz de dar tudo o que tenho dentro de mim, escondido e desejoso de sair, de explodir.

Não vou esquecer tão cedo os olhos de espanto e de emoção do Paulo, ele não parecia acreditar que eu me tornara na mulher pela qual esperou todos estes anos.

- Estou aqui meu amor, e de hoje em diante estás proibido de me amares uma grama a menos do que desejas e sonhas. Estou aqui para te provar que quando disseste para sempre, sabias que era eu, aquela que te daria o melhor deste mundo!

My Day!


Foi ontem, o dia "quase" todo devotado a mim!

Quando isso acontece, parece que não sou eu no meu corpo, ainda me estou a adaptar a ter  uma vida para além de todos os outros de quem aprendi a cuidar diariamente.

Sabe-me bem? É um misto de prazer e de sensação de egoísmo, esta última de dia para dia vai diminuindo, os miúdos estão mais autónomos, já não chamam pela mãe 100 vezes por dia, agora também não lhes adiantava muito, já procuram os seus espaços e vão-me concedendo os meus. Quem está desfasada sou eu, será talvez o equivalente a uma adolescente a quem os pais deixaram de controlar as saídas.

Vou ter que instituir os meus momentos, preciso de quebrar a semana louca que sempre tenho em termos de trabalho, preciso de me descobrir, de saber quem sou realmente. Parece fácil, mas quando durante um quarto de século só conheci o "nós", ser "eu" acarreta alguma aprendizagem e adaptação.

Uma vez que só deveremos ter uma vida, vou-me apressar a ser feliz ainda nesta!

1.3.13

Se eu te tivesse hoje, agora...

Feelme/Se eu te tivesse hoje, agora...Tema:Contos!
Imagem retirada da internet


Consigo recordar-me do primeiro dia em que te vi de forma diferente, em que estivemos romanticamente juntos.

Após muita troca de emails, de desabafos de muito interior posto a descoberto, finalmente pude tocar-te, olhar-te como o homem que acabou a mudar o curso da minha vida. Foste tudo o que esperava e desejava, a minha vontade de ti permitiu que os meus pudores caíssem por terra, e entreguei-me tranquila, confiante, tudo se encaixou e fez sentido. Foi fácil, natural  e consegui perceber porque razão te esperei e quis tanto tempo.

O teu corpo colado ao meu, o teu respirar, os lábios que parecem ter o desenho dos meus transmitiram-me o que sentias e fizeram de mim a mulher que desejei ser. O nosso respirar descompassado, os sussuros, os movimentos ansiosos, o prazer que foi jorrando uma e outra vez...a tua boca percorria-me, as tuas mãos seguravam-me firme, dirigindo-me para onde me querias. Entraste em mim, imponente, másculo e eu obedeci-te, cedi e implorei por mais.

Nunca desviámos o olhar, queríamos e precisávamos de nos saber ligados, fomos falando e sabendo do outro.

- Diz que me queres...
- Beija-me por favor...
- Assim enlouqueces-me...

Se eu te tivesse hoje, aqui, agora, certamente te conseguiria convencer que apenas tu me poderás dar o que desejo e preciso, fazer amor com outro homem nunca mais foi sequer proximo, e eu não quero existir para além de ti. Se eu te conseguisse sussurrar, mais uma vez, o quanto me fazes feliz, sei que não voltarias a partir e que por certo aceitarias que também tu jamais poderás ter ou ser sem mim.