MEDO de mim mesma...

Woman Wearing Wedding Dress Holding Bouquet of Flower

Há dias em que tenho, medo, muito medo de mim mesma, porque nos dias em que algo ou alguém toca no lugar errado, diz o que não devia e "cutuca" a leoa, saltam-me todas as molas.

Atenção, hoje, já não corro à procura de aprovações. Não me interessa o que os outros pensam ou consideram sobre a minha vida, e sobre a forma como a vivo. Não me importo rigorosamente nada com o que não tem importância. Agora já dou comigo a "cuspir" palavras duras que os outros não estão preparados para ouvir. Eu sou a condutora do meu destino e por isso só aceito considerações de quem tenha provas dadas e de quem tenha procurado e encontrado, mas dos  pseudo inteligentes é que não, no way.

Há dias em que nem o medo de usar demasiadas palavras, daquelas que balançam as bases dos outros, me demove de ser eu, de procurar e de querer ser genuína e de apenas pensar e agir em prole do que acredito. Este é o meu tempo, aquele que vivo cada dia um pouco mais, por isso estou determinada a usar os caminhos certos, acabaram-se as desculpas, porque um dia mais tarde poderei, tal como o Sinatra, dizer que o fiz à minha maneira e me dei bem!