Quem tem medo?




Quem é que tem medo de se entregar, de recomeçar e de voltar a ter alguém nas suas rotinas? Temos todos, terei também eu, mas o meu medo é proporcional ao desejo de ter quem possa chamar de meu. Alguém com quem falar horas a fio ao telefone, sobre tudo e pequenos nadas. Alguém em quem possa apenas estar aninhada, sentindo-me segura e em casa. Alguém para dividir e multiplicar, sem as complicações habituais e tão generalizadas.

O que eu sei é que mesmo com todos os medos do mundo, acabamos a ter medo de nunca chegar a encontrar quem nos complete. Quem partilhe os mesmos desejos de vida. Quem nos ame e quem nos cubra de carinho.

Tenho medo, sim, de estar a perder a oportunidade de te encontrar numa qualquer esquina, e apenas porque não estou à procura. Tenho medo de estar a ter demasiado medo de ti, quem quer que sejas, mas eu sou uma mulher de instintos e os meus dizem-me que existes e que chegarás até mim.

Please just don´t take too long!