Vem que te dou tudo...

adult, anger, art
Feelme/Vem que te dou tudo...Tema:Contos!

O Jonas há muito que deixara de sentir a chama que outrora o impelia para a mulher. Casaram-se imensamente apaixonados, entendiam-se na cama como poucos, raramente estavam em desacordo e sabiam exactamente o que esperar um do outro, mas de há uns meses para cá...

- Estás a dizer que ela se fez a ti?
- Opá, no início julguei que estaria a fantasiar, ela é um pedaço de mulher, tem tudo no sítio, não me parecia possível.
- Mas e o que aconteceu, conta homem de Deus.
- Fomos jantar no fim-de-semana que a Ângela foi para Madrid e foi muito mais do que poderia esperar. Ela é incrível, inteligente, de conversa e sorriso fáceis, envolve-nos com facilidade, e tem um olhar...
- Estás caidinho, logo tu, sempre achámos todos que o teu casamento era o perfeito, o único que sobreviveria a qualquer tempestade. Chegaste a vias de facto?
- Sim, nessa mesma noite. Fomos para um motel, a sensação que tive foi que aquele não era eu, deixei-me levar pelos instintos, pelo desejo de a ter e quando a ouvi dizer - Vem que te dou tudo - deixei de raciocinar, o corpo dela é incrivelmente bonito, torneado, suave, enlouqueceu-me, estivemos toda a noite juntos, nunca parámos, ela deu-me luta e adorei a sensação triunfante de a sentir gozar.
- O que vais fazer agora?
- Vou contar à Ângela.
- Enlouqueceste?
- Não, decidi que quero mais, que a nossa relação não me basta, e não a quero andar a enganar ou a empatar. Ela também tem o direito de refazer a vida.
- Bolas que te deu com força, mas assim mesmo deve imperar o bom senso. Vê lá não te deslumbres.

A verdade é que não existem fórmulas secretas, nem maneiras mais ou menos correctas de nos conduzirmos. A vida é feita de escolhas e só o futuro nos revelará se foram as mais acertadas. Até lá é ir usando e abusando do bom senso, sempre que a mente o permitir...