E vão 12!




Hoje, quando forem 20:05mns, o meu caçula fará 12 anos!

Incrível vê-los crescer, passarem a ter vontade própria, a apurarem os gostos, a desenvolverem os sonhos. O meu filhote mais novo, já é mais alto do que eu, deve rondar o metro e setenta e cinco, não tarda ultrapassa o pai.

Foi o meu filho apressado, o que nasceu três semanas antes do tempo, quase na ambulância, não fosse o facto de as minhas águas não rebentarem. É muito meigo, quieto, metido consigo, o que ainda me dá e pede abraços, e já me vou aninhando no seu peito ainda de criança, mas com vontade de me proteger, de me segurar, e debaixo do seu queixo, sim, porque é aí que a minha cabeça fica, aproveito todos os segundos que me oferece, porque quanto mais crescer, mais se afastará da figura da mãe protectora, e eu sou mesmo assim.

Tenho três filhos e amo-os com a mesma intensidade, mas sinto-os de forma diferente, cada um é igual a si mesmo, a minha versão melhorada, a razão pela qual movo céu e terra se preciso for. Os meus filhos fazem-me ter mais força que o Sansão, e por eles chego e vou onde tiver que ser, sem nunca ter medos, nem olhar para trás.

Hoje estou meio anestesiada, com um misto de felicidade e de medo, porque quero continuar por aqui, a ser o porto seguro de cada um deles, a que faz acontecer, a que nunca desiste, mas tenho realmente medo de não estar à altura, de não o poder fazer um dia. No entanto vamos aproveitar esta segunda-feira, todos juntos, celebrando uma das minhas obras mais perfeitas, tenho três, sou uma mulher rica.

Amo-te meu filho, hoje e sempre, e não tenho medo de o dizer e demonstrar, tu sabes que sim, e que és, tal como os teus irmãos, o melhor que a vida me ofereceu. Um dia maravilhoso para ti meu querido, mais um dos muitos que sei que ainda vais ter!