Falámos ontem...


A conversa prolongou-se para bem tarde, eram duas da manhã e ainda nos picávamos, procurávamos e provocávamos sensações, já com os desejos a latejar.

Encaixamos bem, eu e tu, as nossas palavras são semelhantes, as vontades, os sonhos e carências também, e isso teve repercussões algo inesperadas. Há muito que não fazia amor virtual, e soube-me tão bem, deixaste-me mais leve, não me inibi, contigo foi tudo tão natural, tão próximo. Nunca, em nenhum momento senti que teria que me conter, que cuidar das palavras, fui apenas eu, uma mulher apaixonada e cheia de desejo.

Julgo, que nenhum dos dois, ficou à espera de muito mais, foram momentos, bons, especiais, que nos trouxeram de volta à vida.

Obrigada a ti, e parabéns por teres trazido ao de cimo, o melhor de mim!