Timings!

Por vezes não são os melhores, não se misturam e rumam para lugares e espaços diferentes!



Cada dia nos trás pedaços que permanecem, que nos modificam à sua passagem, ou que simplesmente se esfumam sem rasto, parecendo rostos sem gente dentro.

Mesmo que eu queira, deseje, lute para que todos os dias que agora me empurram de mansinho, mas determinados para o meu único caminho sejam sempre cheios de ti e contigo, nem sempre sou bem sucedida.

Hoje deixei-me conduzir pelo meu carro, alheia a tudo à minha passagem, qual sonâmbula, passei todo o tempo a reviver o pouco que já vivi contigo, porque me parece sempre pouco, e o muito que anseio por  o ainda ter. O dia foi demasiado vazio de ti, não te senti o sabor, não consegui imaginar o teu toque, e invejei todos que te partilharam, que te viram realmente, que te "roubaram" de mim, cada segundo, que me permitiria sobreviver mais forte ainda.

Hoje os nossos timings diluíram-se, caminharam de costas e eu odiei a sensação!