Speed...

Vou tentar passar-vos a velocidade que me acompanha hoje e permitir-vos saborear a minha adrenalina!



Os meus movimentos estão em high motion, não se descoordenam nem se atropelam, mas não conseguem desacelerar. Dei-me corda logo pela manhã, estive ligada a alta voltagem, o meu dia correu, galgou e superou os meus timings, fiz um milhão de coisas e acertei outros tantas que já estão a caminho, na cabeça, na minha programação diária, já sei o que vou fazer a partir do segundo que o despertador tocar, mal ele me grite, porque é literalmente isso que faz, aí vou eu a decidir ainda no carro, depois de ter cuidado de 3 filhos que me sugam a outra botija de oxigénio (que só pode vir misturada com hidrogéneo, dado o efeito) de um duche do qual quando saio, nem me lembro com que perna entrei. A roupa já foi escolhida de véspera e até os aneis estão em local estratégico, ahhh e não esquecer a gata que tal qual o despertador já me desesperou com tanto miar, é que eu até já não tinha nada com que me preocupar...

Se e quando saio do prédio, tudo o que necessito estiver comigo, respiro e sinto que passei a primeira etapa, se sobrevivi a este acordar super sónico, então já não morro mais, nem que me matem.

Por norma acalmo no final da décima segunda hora de trabalho, mas como nem eu sou perfeita, por vezes o efeito dura mais que o efeito de uns quantos shots de uma bebida que nem consumo. Uiii então aí é que não faltaria, transformava-me na super mulher e ia pelos telhados até ao trabalho, mas já que falo nisso...