Venha lá o diabo...



Venha lá o diabo e segure-me a alma, porque por vezes acredito que para mim, matar alguém, limpar o sarampo, aniquilar, reduzir a pó, e podia continuar e continuar, em dias como o de hoje fica tãoooo perto de acontecer que nem eu me reconheço!

Se há coisa que me tira do chão, do sério, da realidade, é saber que alguém tentou "mexer", só que seja com o dedo mindinho, num dos meus filhos. A minha função, enquanto mãe, é não apenas a de os amar, mas também de os proteger, de cuidar da sua sanidade mental e bem estar físico, todos os dias das suas vidas, enquanto eu tiver forças nos braços, nas pernas e o meu cérebro funcionar.

Não me testem por favor, não queiram conhecer os meus limites, porque a acontecer, corre mal, uiii, se corre. Eu viro a leoa, a bicho, transformo-me num ser que nem sequer existe na terra, tal é o grau de mutação.

Assustei-vos? Pois, é suposto que aconteça assim, porque eu sou o resultado do amor que aprendi a dividir por 3. Sou uma pessoa melhor porque passei a ter a maior e a mais plena responsabilidade do mundo, a que me foi confiada quando consegui o milagre de gerar os seres mais importantes da minha vida. Todo o meu Universo se expandiu, se ampliou e me permitiu forças que nem sabia possuir. É por tudo isso que me imponho a mim mesma o levantar de espadas, o cerrar de punhos, o uso de toda e qualquer arma que os defenda...

Acho que vou agora respirar fundo e contar até mil, espero que resulte, para bem do mundo!