De mim sei eu!

Feelme/De mim sei eu! Etiquetas: Me!
Imagem retirada da internet

O que sei de mim, a forma como entendo e aceito cada passo que dou, ajuda-me a ultrapassar algumas dores!

Neste momento sinto um cansaço emocional GIGANTE e um descrédito em relação aos outros. Já percebi que existem incapacidades, dores e sofrimentos que as irão acompanhar sempre e impedi-las de recomeçarem, mas é triste.

Não sei quem as magoou, porque o permitiram e como conseguem apenas respirar, sem sentir os cheiros, sem antecipar que tudo pode melhorar, que na esquina das suas vidas poderá estar quem as amará, sem reservas, sem cobranças, alguém que não precisará de nada mais a não ser que as amem também.

Aprender a andar vem sempre com algumas quedas, umas irão deixar cicatrizes, feridas abertas, outras servirão para nos ensinar, alguma coisa, não sei muito bem o quê, talvez a apertar as defesas, a endurecer e a escolher melhor os caminhos.

O que sei de mim agora, é que não posso aceitar quem não me aceita. Não posso entender quem não me entende e certamente que não terei forma de continuar amar quem nunca me amou. O que sei de mim é que só desisto se me pedirem, e nem tem que ser com muito jeitinho, basta que me digam o que preciso de ouvir, e eu saio, a toda a velocidade na direcção contrária. O que eu sei de mim, cada vez mais, é que não preciso de magoar para me restaurar e que devo ser eu mesma a sarar-me. O correcto, em qualquer momento da vida, é nunca nos aproximarmos de alguém se não soubermos o que queremos. O que sei de mim é que terei que parar de classificar os outros pela minha tabela, porque na verdade existem pessoas demasiado pequenas, mas suficiente más para me derrubarem...


0 comentários:

Enviar um comentário

Atualizações do Instagram

Subir