Cuidado!




Cuidado. Enquanto estamos "ocupados" com os nossos planos, a vida pode muito bem estar a acontecer!

Nós, os portugueses, não temos a cultura do "anel" tão intensamente entranhada como algumas do outro lado do mundo, mas a maioria quer encontrar o Sr. Certo, ser pedida em casamento e ficar noiva. Entendo e respeito, mas ESPEREM LÁ! Será que ainda existem Mulheres adultas, no seu juízo perfeito, que após terem estado numa relação se consigam visualizar de vestido de noiva, mesmo que curto e de cor? Juro que gostava de saber. Contem-me, digam-me com o que sonham, se planeiam juntar os trapinhos outra vez e tentar a felicidade eterna, ou se apenas esperam pelo oposto da solidão, por ter alguém que quebre os silêncios que eventualmente se irão instalar, com a idade e com o levantar de asas dos filhos.

Estou mais determinada a não deixar passar a vida, assim a correr em frente aos meus olhos. Tenho que a conseguir agarrar e que a viver, em cada dia. Planos sim, momentos de pausa também, mas o agora e o já são o que temos realmente, tudo o resto são partículas de qualquer coisa ainda por definir.

Não me quero casar, porque não preciso e porque nunca o sonhei. A verdade é que nunca esteve nos meus planos, sobretudo agora, em que só me importa o que já tenho!