Com a minha voz!

Feelme/Com a minha voz! Tema:Me!

A minha voz. Sei usá-la, claro, basta que a envolva nas minhas palavras, que por si só já são um Universo, e que ao misturar as duas, mude algumas vidas, sarando algumas feridas, pondo em sons o que tanto assusta algumas pessoas, porque a verdade é que a voz entra bem dentro de cada um e quando a usamos, deixamos de poder retirar o que já foi dito, para o bem e para o mal!

Hoje é o dia mundial da voz, e eu estou a sentir-me agradecida, porque possuo uma que mexe sempre com os outros. É suave, mas intensa. É sensual, porque a sei colocar, é a voz que gostaria de ter, e que veio como a imaginava. Sou tenor, canto com alma, porque ela me permite, porque tem alcance para que chegue a tons mais agudos, para que me tire para fora e ofereça ao mundo as minhas palavras em forma de sons.

Nunca nego a minha voz, nunca recuso falar com quem quer que seja, porque as vozes não me assustam, mexem comigo, claro, mas completam tudo, resolvem dilemas, acertam pontas soltas, chegam quando precisamos e vão-se deixando-nos vazios.

Tanto que já precisei da tua, e como me fazia bem. Já conhecia as suas variações, percebendo se estavas, ou não, bem, e aguardando-a, diariamente, como se de uma droga se tratasse, porque estarias sempre tu em cada sílaba.
Gostava da forma como me ralhavas, mas que soava sempre a muito desejo, a algum desespero, gostava dos adjectivos que usavas para me classificar, e gostava sobretudo de que não tivesses medo de a usar em mim e comigo.

Este é o dia em que gostaria de vos poder dizer, com a minha voz, o que acabo de escrever, mas se pensarem com a força que todos temos, vão conseguir ouvir-me, e na dúvida, saibam que nunca me recusarei. Que estarei, aqui, para responder ao que me perguntarem, sem qualquer medo, com todas as palavras que os sons fazem crescer, comigo dentro.

Usem este dia para falarem com todos quantos deixaram no silêncio. Não deixem nada por dizer. Peçam desculpas, ou digam simplesmente o que o silêncio não conseguiu. Parem de fugir da vida, oiçam a verdade de cada um, não a imaginem mais, e verão como tudo se consertará no final, parando de vos roubar o TÃO precioso tempo. FALEM, CUIDEM, GRITEM se for preciso, mas não se escondam, porque a longo prazo ficarão com dores que nada, nem ninguém será capaz de curar e aí já será tarde demais.

Um dia CHEIO de sons felizes para vocês!