Será que importa?

Feelme/Será que importa?


Quem teve razão, quem fez o certo ou o errado, quem começou e terminou, será que importa mesmo?Quando perdemos ambos, as palavras acabarão a valer o que valem, NADA!

Já sei que não fiz o que era suposto, que não fui submissa como deveria, porque a força que nos reconhecem, a nós as mulheres, só é desejável nas dos outros, para as vossas querem que queiramos colo, segurança e a determinação que apenas aparentam ter. Eu não me enquadrei, era mais do muito que poderias aguentar, sabia e entendia demasiado, não aceitava os "sim" só porque te saberia bem, e não largavas os "não" por ter acordado do lado errado da cama. A minha consistência na forma de sentir é o que me mantém firme e me guia os passos, porque não posso ceder aos balanços da estrada.

Agora, sinceramente, não importa como começou, nem como terminou, porque a luz já está tão ténue, quase que apagada, e porque me voltei para o lado contrário, esperando por tudo o que nunca parei de esperar, sabendo que o que sei é o que me levará até ao lugar que já vi antes e para o qual voltarei, porque o quero de volta.

Já tive o teu coração, bem perto do meu, já soube como batia, tal como o soubeste tu, e por isso o que importa, verdadeiramente, é que se pertenceram um dia e que nada do que fizermos agora mudará o que deixámos lá atrás.

Sabes o que importa realmente? Eu digo-te caso te tenhas permitido duvidar, o que importa é o que recebemos, e que permanecerá muito para além de nós, para além de qualquer amor que acabe a entrar!