Quando é feito com amor!




Tudo aquilo a que nos propomos, cada projecto e sonho perseguido, tem sempre um duplo sabor quando é feito com amor. Quanto a isso julgo que ninguém tem nada contra.

Felizmente para mim, por um lado, tenho sempre trabalhado em áreas que me deram imenso prazer, e sempre que deixou de ser assim, voei o mais alto que pude e fugi. Do tédio, da rotina, das mentes pequenas e sobretudo da falta de visão. Isso tem-me custado, obviamente, alguns dissabores sobretudo financeiros, porque poderia já ter viajado meio mundo e conhecido outro meio, bastando que não tivesse muito para opinar. Fugindo ao que a maioria das pessoas faz, eu não considero que umas férias durante o verão, ou uns quantos dias no inverno, compensem o restante ano, o que fazemos da vida deve ser contínuo e não apenas centrado em algo que jamais terá poder para abafar o que nos minará a alma, e a resistência física.

Amor, paixão, entrega, não são apenas adjectivos comuns às relações amorosas, o trabalho, a nossa "luta" diária, pede tudo isto, exige-os uma exigência maior, porque é a trabalhar que passamos grade parte dos nossos dias.

Nunca quis pouco, nunca me contentei com migalhas, vindas de onde viessem, até porque tenho filhos a quem tudo o que faço os influenciará de uma maneira ou de outra. A coerência e a determinação, levar-nos-ão sempre muito longe, acreditem.

Quando é com amor, até o sol rompe em dias cinzentos, e a chuva passa a ter um som especial e reconfortante. "Façam-me um favor, e sejam felizes"!