Escrever para continuar a viver!

Feelme/Escrever para continuar a viver!Tema:Sentimentos!


Concursos, desafios, pedidos de contribuições com posts, a verdade é que mais de metade do meu tempo é passado a escrever. Sorte dos que vivem comigo, porque se fico impossibilitada, por alguma razão, de o fazer, torno-me intragável, dou choque, literalmente assim, e pareço ter o dobro das pilhas que já possuo!

Escrever já se tornou uma profissão, uma forma de vida, um meio de chegar aos outros, sobretudo aos que não conheço, ainda, mas que se sentem retratados nos meus textos.
Escrever é uma necessidade, como tenho de respirar, por esse motivo tenho que escrever para continuar a viver.

Quando escrevo, nem sempre falo de mim, mas é óbvio que nunca me arredo, totalmente, das palavras, porque eu sou como escrevo, sou clara e concisa, mesmo que muitos encontrem alguma dificuldade na minha prosa poética. Quando escrevo dou asas aos sonhos de alguns, porque me pedem, porque me oferecem historias que acabo a reproduzir, e porque existem sempre razões e motivos para o fazer. Quando escrevo falo do amor, da falta dele, das dores e alegrias que provoca, das dúvidas que subsistem quando não se aprendeu a amar, e eu acabo a aprender imenso sobre sentimentos e comportamentos, os meus e os dos outros. Quando escrevo também o faço por terapia, para me limpar do que não consigo dizer a alguns, para não morrer por dentro, para gritar sem muitos décibeis, mesmo que por vezes se consiga, mesmo , "ouvir".

De cada vez que a vida se tornar mais dura, e ela arranja sempre forma de o ser, ter algo que nos dê prazer, mesmo trabalhando, consegue o "milagre"de nos limpar a mente, de afastar do que nos dói, impedindo algumas doenças do corpo. Eu sei que mesmo quando me apetece desistir, jamais conseguirei deixar de escrever, porque nesse dia, deitar-me-ia para morrer!