Quem se atreve a amar?

http://www.rougeframboise.com/couple/5-manieres-surmonter-rupture


Quem se atreve a estar de volta a uma relação, a começar do início, a arriscar e a querer, o bastante, para que aconteça? Os que sabem, que de outra forma nada do que fazemos nesta vida terá sentido. Esses vão arriscando, caindo e levantando, aprendendo, por vezes à força, mas determinados a serem bem mais, a chegarem mais longe e a darem na proporção do que esperam ainda vir a receber.

Alguns ainda se atrevem a amar quem está do outro lado das suas vidas, quem não conhecem, mas desejam o bastante para o permitir. Alguns atiram-se, com tudo o que têm e são, achando que bastará. Alguns determinam tempos, e investem até que se esgote, ou eles mesmos acabem a desistir. Alguns mantêm firme a determinação e a certeza de que a metade que os completará, existirá, ainda nesta vida.

Outros haverá, que se amargam tanto, que acabam a não conseguir ver quem os olha. Outros, talvez a maioria, rejeita a dor, a que receiam lhes venha quebrar o sonho. Outros ainda, jamais se conseguirão recuperar de amores dolorosos, de metades que não conseguiram encaixar, esquecendo-se do sabor que tem ter alguém que lhes pertença.

Ainda sei de quem se atreve, de quem se dá bem, de quem consegue receber alguém que planeou e por quem esperou. Ainda me animo perante os que têm amores que perduram no tempo, com todas as tempestades emocionais de que somos capazes. Ainda me vou espantando com os que não desistem e juram saber que o que lhes pertence virá. Ainda acredito, eu mesma, que terei direito a saber para quem vim, quem me tomará de forma segura, não arriscando perder-me, porque quando estou, quando sou e dou, TUDO o resto deixará de ter importância, porque é este o tamanho do amor que me foi confiado, aquele que supostamente, terei que distribuir.

Acredito que quem se atreve a amar acaba, eventualmente, a ser amado!