Saudades tuas, tenho, claro...

“Shelter” Photographer: Paweł Szenk – Amos Photography / Poland​ Model: Anita Karwowska:
Feelme/Saudades tuas, tenho, claro...Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet


Tenho saudades do que tivemos antes, que era tão simples, natural e despretensioso. Não éramos os únicos, havia uma multidão à volta, mas eu sei que te via e na minha meninice conseguia sonhar-te!

Saudades tuas, do que representavas no meu passado. Das gargalhadas, nossas e dos outros, que ouvíamos e vivíamos. Saudades tuas, da tua forma, semiarrogante e segura de resolver tudo e de comandar. Saudades de te olhar, à distância, sabendo que não te podia tocar, nem ser tocada, mas querendo-o e muito.

Não sei como vieste, de onde, para ser e fazer o quê, mas trouxeste o melhor que já tive e isso já é meu, é nosso. Não sei até onde iremos, os dois, talvez a lugar nenhum, não como os lugares são vistos e reconhecidos. Não sei no que te tonaste, tal como não sabes tu, mas estamos a descobrir. Não sei ao que sabes, de que forma tocas e se ao tocar-te eu te reconhecerei, mas vou saber.

As saudades também são boas e também carregam as memórias que deveríamos manter,  lembrando-nos do que arriscámos esquecer. As saudades trazem-nos de volta quem afinal nunca partiu verdadeiramente. As saudades são o alimento dos que recusam deixar a vida partir.

Saudades tuas tenho, claro e pelos vistos ainda para ficarem, mas eu aguento, porque sou das duras, das determinadas e porque sei que um dia já não serás apenas saudades. Um dia estarás tu a lembrar-me porque tive saudades de ti.