Não sei de que forma...

Sinto teus olhos nos meus cada vez que paquero a lua, danço ao som de um violão...Luar dos amantes...Perfeita entrega de alma e coração...:
Feelme/Não sei de que forma...
Ainda não sei como encaixar, em mim, tanto desejo, e todas as emoções que cada pedaço de ti me provoca. Ainda não entendi, de onde vieste e porque essa tua força, Hercúlea, se restaura comigo e por mim...

"Cuidado com o que pedes, porque poderás mesmo vir a receber"

Eu até fui específica, em todos os adjectivos, em cada exigência, tanto, que acabei a receber, agora terei que saber gerir quem passou a inundar-me os dias desta forma. Os meus medos, os que usava para me afastar de quem tentasse ser mais, foram arrancados, um a um, e passei a usar, apenas uns quantos, para me lembrar de que perder-te, seria a minha maior perda.

Não se de que forma poderias ter vindo, se não desta, de rompante, pegando-me ao colo, para me assegurares que contigo estou bem, que contigo poderei ser cuidada, que contigo todo o amor que tenho, em mim, poderá ser usado, abusado, e deixado a correr.

Acredito em ti quando dizes que ainda só começámos, e que o tudo de nós, os dois, quando se misturar, chegará para nos certificar que é um SIM redondo.
Acredito em ti, quando me provas que a tua preocupação é genuína, e a importância que tenho na tua vida.
Acredito em ti, porque se não o fizesse, estaria a duvidar de cada pedaço de mim, e eu sei sempre como me ler.

Não sei de que forma pôde o Universo descobrir-te, para me trazer a única pessoa que me poderia fazer voltar a acreditar no amor, na generosidade, na entrega, na determinação, porque é o que são os que encontram quem procuravam.
Não sei que lua brilhava no dia que chegaste, mas foi a certa, e tu és, tão certo, que terei que te saber manter.