26.2.16

Quando não estás, quando não te vejo!

Sofie & Bishop. #SinnerAndSaint:
Feelme/Quando não estás, quando não te vejo!Tema:Me!
Imagem retirada da internet

Quando não estás, quando não te vejo, o meu coração reage, salta mais aflito e fica numa inquietação que me desinquieta, toda!

Preciso de ti, é um facto. Tu sabes que sim, e que a minha necessidade de ti é para que me complementes os dias agitados, e lhes confiras sentido. Sem ti, sem o teu toque e olhar, nada me preenche, o bastante. Nada me sabe ao sabor que me deixas. Nada me envolve e estimula, se não te souber por perto.

A distância, a tal que assusta tanta gente, não nos impede de estarmos, emocionalmente próximos, tanto que por vezes até consigo cheirar-te, e ouvir-te a sussurrar-me o que tão bem sabes. A distância é a desculpa dos despreparados, dos que precisam de se apoiar em "verdades" universais, para justificarem o injustificável, mas para nós, apenas nos aguça o que já sabemos ter de cada vez que nos tocamos.

Tu entraste, num dia cinzento, mas que clareou e se tornou na referência de todos os outros. Nós sabemos, eu e tu, que nunca nada voltará a ser igual, e que depois de nós mais ninguém importa. Tu entraste para ficar, com a convicção que têm os que amam mesmo, os que não se desculpam pelo que querem ter, e que sabem como largar o que já não lhes pertence. Tu entraste, para me mudares, para me arrebatares o coração magoado, para me provares que nunca tive ninguém igual a ti. Tu entraste para me proporcionares o que preciso, todas as emoções de que somos feitos, e sem as quais, nada do que fazemos por aqui tem razão ou sentido.

Ontem desejaste-me um dia completo, e pediste-me que fizesse por mim o que sempre faço, mas não tudo. Pediste-me que te incluísse em cada decisão, e que percebesse, como venho fazendo a cada dia, que tudo o que movimento te pode afectar, e que se eu te cuidar, estarei a cuidar-nos.

Agora já sei, amor da minha vida, que quando não estás, e quando não te vejo, não consigo ser eu!

Publicação em destaque

Finais que sabem a recomeços!

Somos o fruto das nossas escolhas, até das que adiamos. Somos os lugares por onde passamos e cada uma das pessoas que nos marcam, mes...