Respostas, procuro-as sempre!

Feelme/Respostas, procuro-as sempre!

Dúvidas, incertezas, palavras sem sons, nada disso me serve ou qualifica!

Prefiro, mil e uma vezes, uma certeza dolorosa, um NÃO, escancarado, do que um sim que poderá nunca chegar. Eu sei que quem pergunta o que não deve, ouve, muitas vezes, o que não quer, mas pelo menos terá respostas.

Eu procuro as respostas, sempre que me fazem falta. Sou um ser pensante, mas que também age. Procuro pelo que me acrescenta e muda os dias, sobretudo se for do outro lado de mim, da pessoa que vou querer ter ao meu lado.

Eu perguntei-te quem eras, o que querias de mim, e até onde estavas disposto a ir. A tua resposta foi:

- A lugar nenhum. Quero apenas querer-te, assim, desta forma confortável, onde e quando me apetecer.

Na dúvida perguntamos, certo? Certíssimo. Tu respondeste porque não havia nada mais a fazer, e porque não te deixei fugir.

O que esperar, de alguém que nos ouviu dizer não? Que se mantenha cego e determinado numa conquista que nunca será a sua, ou que desista? Essa resposta, todos nós a sabemos dar. O que se pede, recebe-se, claro e simples.

O que esperar de quem esperou até se cansar, e decidiu que teria mais vida para além daquela que lhe negavam? Que fazer, a quem simplesmente acabou por seguir viagem, não olhando mais para trás? O que mudar depois de nos termos recusado à mudança, perdendo quem valia a pena?

"Tu" sabes responder a cada uma, sabes o que senti, e o que deixei morrer quando me fechaste as portas. Tu sabes que me perdeste, e eu sei que ouvi o que precisava para seguir em frente. Nenhum de nós se perdeu nas perguntas, porque eu disse que não iria esperar, e tu disseste que não estavas pronto para mim.