Viciada, em ti!

Feelme/Viciada, em ti!

Agora que te vejo, agora que os teus olhos acompanham os meus movimentos, os mesmos que te ligam os botões e te recordam porque ainda te recordavas de mim, sei que estou viciada em ti!

Viciar-me em ti aconteceu demasiado rápido. Eu sei porque razão, tal como sei porque aconteceste, na minha vida outra vez. Nós já fomos. Já sorrimos juntos. Já partilhámos sons e gentes e quase que nos tocámos, como teremos que fazer no nosso agora.

Os meus dias correm para ti e por ti. Tudo o que faço tem um horário definido, para que no teu horário sejamos apenas eu e tu. (Até fiz formação em Gestão de Tempo). Nos meus dias o teu nome vem ao pensamento e à boca que ainda irás beijar até que me afogue em ti e contigo. Nos meus dias tu és, sem qualquer dúvida, o homem, o único que poderia ter e que já me pertence. Não duvido de nada que venha de ti. Não rejeito nada que falas e aceito, de forma tão natural, a naturalidade com que me vês e desejas na tua vida. Sinto-te tão intensamente, que por vezes julgo estar a enlouquecer, mas sentir-te é o que afinal mantém a minha sanidade e me impede de recear ficar sozinha.

Não consigo imaginar o que quer que seja sem ti. Não sou capaz, nem de sonhar com a tua falta, porque me fazes arrepiar, tremer e fugir dos medos que me ensombravam antes. Não consigo, nem quero, afastar-te dos meus planos, dos meus lugares, ou das minhas conquistas, porque terás que estar por mim e comigo, toda a minha vida. Eu sei. Eu sinto.

Existem vícios bons, tu és um deles. Lambuzas-me como o faz o chocolate e forneces-me a vitamina da felicidade, aquela que recebo, dobro e dirijo para ti. Estou viciada em ti homem da minha vida, mas isso já tu sabes e sentes. Este vício é um dos que pretendo manter, tal como a ti, porque não te ter não é sequer opção. Obrigada por existires!