UAU!!

Feelme/UAU!!


Quando achas que sabes tudo. Quando pensas que até consegues identificar sentimentos, vem daí e pimba!

As pessoas são feitas de vivências, de tempos que não se encaixam, sempre, nos nossos. As pessoas trazem bagagens das quais não se libertam, por não saberem como e mesmo que te deixem segurar numas quantas, as que lhes dizem muito, as que as levariam a chegar a outro lugar, essas, não as largam. As pessoas são elas mesmas, e não mudarão por ti, mesmo que tu sejas, quem, aparentemente, precisariam de ter.

Não sei porque ainda me espantam. Não entendo porque me atrevo, em alguns dias, talvez naqueles com mais sol, a acreditar no Pai Natal. Não sei porque caminho, regra geral, no lado contrário da estrada, evitando a carneirice que bem analisada, nos impede de andarmos perdidos. Mas assim mesmo, prefiro ser obstinada, na minha determinação. Eu quero à minha maneira, porque os outros já me provaram que da deles, não vai, não resulta, e não adianta.

Uau para mim que me deixei encandear. Uau quando sempre soube que não se pode olhar para o sol, porque basta senti-lo. Uau para a minha capacidade de manter o sonho para além da realidade, porque ela às vezes é bem cruel. Uau para tudo o que ainda terei que fazer, porque não se recomeça sem ter começado.

Here we go again!