Ver-me...

Feelme/Ver-me...Tema:Sentimentos!
Imagem retirada da internet


Pareces estar. hoje, a ver-me, pela primeira vez!

O teu olhar está bem dentro de mim, mas ao mesmo tempo tão distante. O teu medo, aquele que faz ampliar o meu, de me perderes, assusta-me, mas passa-me, de alguma forma, a certeza de que é comigo, ao meu lado, e no meu futuro, que te queres manter.

As noites são cada vez mais longas, quando não estás, quando não estamos, um no outro. As noites, aquelas nas quais não me sentes, não fisicamente, levam-nos a arrastar as dúvidas, e a desejar, mais ainda, que possam ter-nos, aos dois, sempre e para sempre. As noites em que me mostras, sem quaisquer máscaras, que eu sou a mulher que te deixa mais homem, têm um luar diferente, mesmo que sem lua.

Este amor tem um formato que nenhuma forma entende. Este amor parece ter sido desenhado, comigo e contigo. Este amor é aquele pelo qual esperámos, noites e dias, a fio. Este amor, o nosso, é o que vamos manter, mesmo e até que olhar seja apenas o que nos resta.

Eu seria louca se te deixasse ir. Tu serias inconsequente se não me mantivesses, perto, tão perto quanto te sinto agora, sentindo o teu respirar que se mistura com o meu. 

Ver-me, mesmo, hoje mais do que antes, é o que estás a fazer, talvez para que te consiga ver de volta!