Não quero!

É a vida futura tocando o sangue de um amargo delírio. Olho de cima a beleza genial de sua cabeça ardente: - E as altas cidades desenvolvem-se no meu pensamento quente. Herberto Helder:
Feelme/Não quero!Tema:Relações!
Imagem retirada da internet

Não quero e não preciso de estar onde não estiveres. Não quero que te afastes, demasiado, recordando-me do sabor amargo que me fica quando não te tenho. Não quero parar de sorrir, olhando para o que me impede de sentir tudo o que sinto por ti.

Preciso que seja assim, a precisar de ti sempre, porque a minha vida sem te ter deixa-me numa loucura que não controlo. A minha vida, TODA, mudou desde que passaste a mudar cada pedaço de mim. Os meus dias. Os desejos que deixei de recear e o futuro que só poderá existir por existires tu. O que entendia ser meu e para mim, provou-se desnecessário, incapaz de me preencher e vazio como é tudo o que não nos pertence.

Percebi e não tarde demais, que poderia ser melhor, mais e com a mesma intensidade com que eu sinto. Percebi, depois de te ter percebido, que tens o que preciso e que és, a cada hora de todos os dias que já partilhámos, a pessoa que a minha pessoa reconhece. Percebi que não quero e não posso, desistir de quem me deixa a acreditar em tudo o que escrevo. Percebi que não quero recomeçar depois de ti e que se não te tiver não sou.

Não quero mais nada. Não preciso de mais ninguém e não quero que te restem dúvidas, porque eu adoro-te homem da minha vida!