Seres assim, como és!

Gal Gadot:
Feelme/Seres assim, como és!


Aprendi, há muito tempo já, a gostar de ti como és, a mulher que me foi confiada. Tu és linda, até quando acordas, desgrenhada, com os cabelos nos quais gosto de mexer, a taparem os olhos que apenas deixam de olhar para mim enquanto dormes. Tu és, a que reconheço, até nos dias sombrios, porque me recebes com um sorriso confiante, aquele que me recorda porque estamos juntos. Tu és, a mulher que preciso de ter ao meu lado, e nunca deixo de te dizer o que de outra forma me consumiria. Tu és, quem me abraça, de forma confiante, e confia no que decido, porque sabes que o farei, sempre, por nós. Tu és, a que me repreende sem palavras, mas com um ar tão doce que me desmancho de desejo e admiração.

Estar contigo, descobrir cada pedaço de corpo que me pertence, tem feito de mim o homem que vais querer manter por perto. Perceber que não tenho o que temer, porque tu cumpres o que prometes, lava-me a alma e arranja-me ainda mais espaço para te incluir. Ouvir a tua voz suave, até quando te zangas, mas sempre do que não fiz por mim, derrete-me e força-me a ser mais e melhor, por ti.

Seres assim, como és, parece ser tão simples e natural, para ti, que só posso acreditar que me estavas destinada. Seres assim, como és, deixa-me a parecer um tonto apaixonado, mas eu gosto. Seres assim, como és...

- Ana, então por onde andavas miúda, estás bem?
- Olá, sim, acho que estava a sonhar.
- E com o que sonhavas tu para sorrires dessa maneira?
- Com o homem que me serviria inteira, aquele que seria capaz, em todos os momentos, de me     dizer o que preciso de ouvir.
- Quem sabe ainda não o encontras!
- Sim, quem sabe...